sexta-feira, março 1

Vida que gira.

Estava negociando um material com uma das filiais no Rio da minha antiga empresa, niqui notei que a vendedora nem noção de quem eu era, sem ligar o nome a pessoa, apesar de já ter falado comigo e até nos conhecido em uma das festas da empresa, aquela coisa de oiii tchau, comprou-me o material.
Bacana, lindeza, fiquei toda feliz.
Não me identifiquei. Afinal não estava a fim de falar ó já trabalhei aí sua jacu, mas na Matriz. Enfim, mau humor.
O comprador dessa unidade me manda e-mail, precisamos informações sobre o cadastro, sobre faturamento, transportadora, prazos, os cacetes, e-mail vai, e-mail vem, e eu olhando aquela assinatura igual (é padrão minha gente) a que eu usei tanto tempo e rolou total melancolia.
No final com tudo fechado, bonito e combinado, aquela coisa abraço a gente se vê na próxima compra, escrevi que tinha gostado muito de trabalhar lá.

Aí o doido, "você é a Cristal das construtora?"
Véi, eu nem sei quem é esse rapaz, mas sabe aquela alegria de um ator no retiro dos artistas quando alguém pede um autógrafo? Tipo isso.

Respondi que era e ele falou que sentou perto de mim em um treinamento em Copacabana, e eu: da fornecedora tals???? No ano de 1976?? E ele, essa mesma!!!!
Trocamos e-mails de pessoas que passaram para essa unidade e tals, da minha ex gerente está lá e eu ainda recebi uma foto da turma do ano passado, na festa da empresa.
Não rolou saudade porque eu só reconheci 4 rostos, não é saudade nem de longe o que sinto, porque se estivesse bem isso seria só uma lembrança, mas qualquer coisa no meu mar de lama tá trazendo alegria.

Admiti que não lembrava dele (porque nem remotamente lembro mesmo, a empresa era enorme) e ele disse só lembrou de mim por causa do nome diferente, que se fosse uma empresa no Rio já teria matado de cara.

Com zero de intimidade além do "que legal já trabalhamos na mesma empresa" abraços e até a próxima compra.

Acabado o papo, aproveitei o ensejo e escrevi para minha ex supervisora, minha ex melhor amiga de trabalho, batemos papinho de "como anda a vida" e fiquei felizinha durante cinco minutos.





Nenhum comentário: