quarta-feira, agosto 20

Trabalho

Acho que nunca expliquei meu trabalho em si, mas resumindo muito sou uma pessoa altamente qualificada (e pouco remunerada no momento) na área de vender.

Acontece que o que vendo não é bala no sinal (o que me parece dar mais grana) e meus processos de fechamento são quase reuniões da ONU para selar a paz mundial.

Eu não recebo um telefonema de alguém que fala: oi dona moça me vende duas fitas isolantes. Rola umas conplicaçõescom técnicas.

Dito isso, estou com uns processos tão cabulosos que tipo tem trabalho sobrando pela orelha, atendo 4 empresas (especificamente que meu sonho era poder somente atendê-las) que preciso ser mãe, pai, técnica, especificator tabajara, fazedora de gambiarras, engenheira, terapeuta e AINDA tenho que saber negociar.

Estou esgotada de uma forma que os números e letras embaralham dentro da minha cara, as planilhas se tornam algo como árabe e sânscrito e um erro pode colocar fogo na fábrica, ou sendo menos dramátic, rolar todo um problema de queimar maquinário. Meus clientes falam até babar. Ninguém explica exatamente o que quer, só querem saber como enterrar a mangueira que vai passar um cabo tal, que vai ligar em sabesedeusoque e que é muito bom eu saber o que ele quer expressar.

Tenho uma pilha tão grande de orçamentos que estou priorizando quem grita mais, quem reclama mais, esse recebe mais rápido o orçamento ou projeto, porque não dá para administrar entre o urgente, o pra ontem, o minha fábrica está parada por sua causa sua filha da puta, o importante e o você vende chuveiro?



Estou pregada e parece que o ritmo não vai diminuir, por ser especializada em bombas de todos os tipos meus clientes são os normalmente mais difíceis ou complexos de se atender. Querem materiais impossíveis, que não existem mais, enfim, estou cansada em um nível celular.

Melhor: ando tendo altas crises  insones e.... vou arrumar minha casa, coisa mais estranha de se fazer. Enquanto isso estou pensando em como vou arrumar mais 2% para fechar aquele negócio.

Tem gente que acha que vender é sorrir e tudo flui. Ahan.




3 comentários:

Sissi H. disse...

Eu sou tão péssima vendedora que não conseguiria vender nem água no deserto! hehehe

Cristal disse...

Sissi: liga não garota, vc aprenderia em um minuto :)

Cristal disse...

Sissi: liga não garota, vc aprenderia em um minuto :)