domingo, janeiro 18

Senti Falta

Senti falta... de escrever a palavra cu. É CU. Cu mesmo, aquela coisa que todo mundo tem e adora meter no dos outros fingindo que não tem.

Deixo com vocês o poema me apresentando a muito tempo por Marcos Bernardes que tem um livro da própria:

Adélia Prado


Objeto de amor
De tal ordem é e tão precioso
o que devo dizer-lhes
que não posso guardá-lo
sem a sensação de um roubo:
cu é lindo!
Fazei o que puderdes com esta dádiva.
Quanto a mim dou graças
pelo que agora sei
e, mais que perdôo, eu amo.

Nenhum comentário: