quinta-feira, outubro 11

मतारिया... से पुदेससे...

Eu gostaria de ser invisível para poder enforcar todas as pessoas que me fazem de otária (apox. 78% das pessoas que conheço).

Odeio quando um cliente fala assim: Daqui a uns minutinhos a solução estará no seu e-mail... e as horas passam e ele caga na sua cabeça, vc liga de novo e ele ainda tem a cara dura de me chamar de estressada! Será que eu gritei (muito) com ele?
Após comer 3 unhas 10 dedos e 4 copos descartáveis, o e-mail chega, faltando um caralho de informações, isso porque vc foi boazinha e detalhou tudo, tão detalhado que ia com manual e passo-a-passo (odeio essas palavras, depois conto porque.)

Papai do Céu, na próxima encarnação eu quero vir rica sabe, pooodre de rica, daquelas que peidam notas verdes.


PS: Não preciso mais aprender a falar inglês fluentemente, já que falo, hindi, chini e japoni.

3 comentários:

Klein disse...

Acho que Deus tava no ápice do seu sarcasmo quando resolveu inventar os clientes...

Estação-Espacial-Feita-de-Argila-e-Palha disse...

e ainda dizem que é fácil conviver harmoniosamente com as pessoas no ambiente de trabalho!

e no meu cu nada também?!?

Estação-Espacial-Feita-de-Argila-e-Palha disse...

11 de outubro de 2007, eu tava na casa dum brother meu do RPG tomando todas ouvindo Legião Urbana, devido à morte do RR (11 anos antes), quando devia estar no cursinho (castigo de Deus para os estudantes irresponsáveis e vagabundos).


fato: nem sei como cheguei em casa naquele dia de tão louco que estava!