sábado, agosto 27

Solidão

Solidão é um troço mega estranho.  De repente você quer ficar sozinha aí vc consegue e pá.... que bosta.
Sem namorado,  longe da família,  sem emprego,  dinheiro e sem saber o que fazer com todos esses problemas.
Minha vontade é dormir mas não posso,  me meti nessa e tenho que sair dessa.  Marcos acha que sou louca,  o que ele tem toda razão.  Minha família não se mete em nada porque nunca deixei,  pro resto do mundo estou maravilhosamente bem apesar de não estar.

Ao invés de me descabelar e pensar em todas as soluções resolvi que só ia meditar e ia literalmente me retirar desses problemas.  O que foi feito foi feito,  o que foi dito foi dito,  o que foi perdido foi perdido, não posso fazer nada quanto ao que aconteceu. Só agarrar a única coisa que me falta para resolver tudo isso,  minha paz interior, entrei em jejum e meditação.

Tenho uma imensa dificuldade em simplesmente deixar as coisas aconteceram então vou deixar que aconteçam. Meu maior pavor é não conseguir pagar o aluguel e passar fome, as coisas vou deixar que sigam seu fluxo normal,  que é o que já deveria ter feito ao invés de tentar agradar tudo e todos.  Se ninguém quer ficar perto de mim, todos tem seus motivos a única que não pode ficar longe de mim sou eu,  por falta de opção mesmo então vou meditar até achar algo. 

Chega de tentar consertar,  compreender,  falar,  vou deixar que as coisas sejam o que são.

Tem não sei quantos dias que só tenho contato virtual com as pessoas exceto as funcionárias da padaria e a entrevista que fiz.  Algo será retirado daí.  Enquanto não chego a qualquer conclusão vou ficar com meus mantras em semi transe. O grande universo sabe das minhas necessidades e nada faltará.

sexta-feira, agosto 26

Não caia nas suas ciladas

Cada dia estou melhor. Quando a gente aceita a situação é mais fácil sair dela,  minha terapeuta que disse essas lindas palavras e elas entraram legal no meu coração.

Fui meditar literalmente e de repente tudo entrou, tudo o que evitei que fizesse parte de mim,  o fracasso,  o sofrimento entrou e... Eu não morri, não desintegrei e meus dentes não caíram.

Tudo o que eu fiz até hoje foi para evitar o sofrimento,  compras,  comer,  trabalhar,  fugir de modo geral, me isolar,  fazer as pessoas se afastarem de mim, sempre foi assim,  ninguém gosta de sofrer mas se você não "sofre"  aquela dor ela nunca te abandona.

Até hoje isso não fazia o menor sentido pra mim, mas fez. Com tudo o que encobrir meus sofrimentos se tornaram o sofrimento em si.  O peso tão enorme retirado me fez dormir 12 horas seguidas de puro descanso.

A terapia é meu desespero e meu alento. Não é fácil se desnudar diante de uma estranha e dizer "passa cada coisa na minha cabeça.. "  mas quando as peças vão se encaixando ah é o melhor dos melhores,  nenhum dinheiro paga o conforto...  que é estar dentro de si.

Posso estar inteiramente deslocada mas não estou mais internamente despedaçada.

Eu sou feita de algo muito muito forte e determinante que é a minha negação total de viver na mediocridade, posso ter qualquer tipo de problema,  posso deitar nele e dormir com ele,  mas não aceito que não pode ser modificado (o que pode ser modificado) . De todas as incertezas sempre tenho uma certeza "vou dar um jeito nisso".

Posso me atrasar,  me arrastar,  mas a desistência vem e faz convite,  quase caio na dela mas sempre tem uma ínfima parte de mim que fala,  ey,  sacode que nessa vida voce não vai gostar,  brigando comigo e com minhas exigências dou mais um passo.  Cada passo é mais longe do abismo anterior então cada dia mais longe do sentimento desesperador de "não posso fazer nada"  para "posso fazer isso hoje,  só isso,  esse pedaço que juntando com o pedaço de amanhã me farão estar mais perto do que almejo daqui um tempo."

quinta-feira, agosto 25

Carinho

Tenho uma super carência de carinho, carinho,  de toque,  de cafuné,  de carícia mesmo, colo.

Mamis nunca foi carinhosa,  tem toda uma trava com isso,  é carinhosa do jeito dela,  faz tudo que remete a carinho,  mas sem toque, também cresci acostumada com isso. Marcos faz carinho mas tem dias que é carinho desatento,  como acariciar um cachorro. Mas eu também quase não relaxo.  Acho que estou incomodando.

Nessa fase tudo o que quero é um colo.  Um colo que não fale na minha orelha,  um colo sem conselho, e eu...  Acheiiiii!!!!!

Meu sofá.  Gente da pra sentir amor emanando dele. É a segunda noite que entro um pouco debaixo das almofadas fofas dele e o edredon me cobre dizendo,  heeey vai ficar tudo bem,  é OK se sentir assim quando as coisas demandam,  estamos aqui, aí relaxo e o sono vem.  Um sono delicioso,  acalentado, macio.

Se eu tiver que dormir no sofá até a carência diminuir...  Cá estaremos eu e ele. Sempre me sinto bem quando soluciono algo, então acordei mais animada, como se durante a noite alguém realmente me afofasse para o dia duro que viria.

quarta-feira, agosto 24

Podia...

Eu podia tá roubando ou matando,  alguém quer comprar Mary Kay ou Herbalife?  Divido,  facilito,  dou desconto, brinde, se quiser escrevo um conto de brinde, carta de amor,  invento história,  coloco trabalho nas normas da ABNT,  faço reparos elétricos,  projeto de melhoria energética, treinamento de vendas ou em atendimento,  consultoria amorosa,  adivinhações,  escrevo piadas personalizadas,  faço desenho de boneco de palito,  invento a melhor vingança pra qualquer situação ... É só entrar em contato.

cristal.adm@gmail.com

Ah é desafio?

Deus não dá maiores desafios que você pode suportar... Os desafios nos faz mais fortes.... Blawhyskas.

Todo mundo sabe que estava (que ninguém duvide que sairei dela) em uma maré aê. Fui dormir feito uma bundona a que sou e opa...  Bundona,  eu?  Não peraí again,  não sou bundona e nem franquinha.

Saí de um estado, mantenho esse partamento, e não não é baratinho,  fui campeã em TODAS as empresas que trabalhei,  sou bonita, meu cabelo é bom,  meu português é correto e sou ótima na maioria das coisas que faço.  Não fui mandada embora por incompetência e sim por razões políticas para dizer o mínimo.

Quer saber, cansa tabém ser a coitada, cansa porque se sofre do mesmo jeito só que com um ar meio decadente, se for pra sofrer que seja lindamente correndo por algo. Não tem dinheiro pra isso ou aquilo? Seja criativa dona Cristal. Ontem antes de dormir, pensei, vou acordar cedo e agir como se minha vida estivesse toda ajeitada, serei feliz, enviarei curriculos, estudarei e comerei diretio, vou separar as contas por prioridade e ver o que pode ser feito.

Não vou me esconder atrás do edredon, não vou mais fazer reclamações que são reais mas não estão me ajudando, nunca tive tanto tempo sobrando porque não estou aprendendo as coisas de graça na internet???

Voltei, não eu, um eu melhor. Foda- se a crise, o desemprego, o desespero e os que falam "é não tá fácil" se não stá, vou fazer ficar. 






terça-feira, agosto 23

Internet

Acho que voltaremos ao tempo que eu não tinha Internet.  Uma conta já trepou na outra.

Cansei

Cansei de esperar resposta de entrevista e cadastrei meu currículo em tudo quanto é site,  multi nacional,  fábrica de bairro,  enfim.... Se não vai de um jeito vai de outro.

segunda-feira, agosto 22

Aluguel

Pela primeira vez em mais de 4 anos estou literalmente preocupada em não conseguir pagar o aluguel. 

Pra mim não existe sentimento mais desalentador que existe. Vou acabar morando debaixo da ponte.

Moça do inglês

A moça veio no meu Instagram no particulares e escreveu mó texto.  Entendi e depois de dois segundos de trava respondi.  Tenho uma mega trava com inglês pq pra mim a coisa tem que ser perfeita mas eu não comecei nem falando português direito.  Foda-se.  Pedi desculpas por qualquer erro e segui. Me senti bem melhor. Poderia simplesmente ter corrido,  mas como não uso corretor também não uso Google tradutor. Tá errado? Sei não. Me pareceu bem bom. Pra quem quer aprender amigo...   tudo é oportunidade até gringa elogiando suas fotos.

:)

domingo, agosto 21

Alguém

Me da um presente aí.  Tô tão carente.  Tô aceitando até lacre de lá tinha de refrigerante.

sexta-feira, agosto 19

Tudo é macro

Quando você está desestabilizado tudo é muito. Tudo parece pessoal e não rola aquela vibe de deixar fluir. Tudo fica preso,  duro, sem espaço de manobra,  tudo é muito grosseiro.  Uma Lixa. 

Não tem leveza,  beleza,  delicadeza,  tudo é tom pastel, você percebe que passou horas já,  mas nada de útil foi feito além de respirar,  não há contemplação,  não há alívio,  é aquilo.  Seco.

Seus livros não te alentam,  você não se alenta,  você não se perdoa. Seus pensamentos só transitam entre o passado culpado e o futuro ausente. Nada é presente.  Você não gosta da própria companhia,  da própria imagem,  da própria sombra,  tudo em você incomoda, como uma antiga paixão do qual você se lembra que já rolou mas hoje não sente nada. 

O tempo passa a ser seu inimigo,  você não controla seus descontroles e tudo é enorme do tempo de ir até a cozinha e até o cigarro parece ter horas...  Horas que você fuma o mesmo cigarro no instante estático de um dia que já passou.  Passou. Literalmente.  Você se sente culpado porque mais um dia passou e quantas pessoas dariam a vida por mais um dia que você puft jogou fora.

Você se sente culpado pelos outros,  porque voce não se aguenta como aguentar outro alguém?

Você quer ser notado e invisível ao mesmo tempo,  quer que as pessoas te dêem colo mas tem pavor que elas sintam pena de você. É o antagonismo  constante. Saber e o não fazer. Tentar se esconder. Tentar desaparecer.  Tentar esmaecer.

Cor de desmaio,  cor sem cor,  nem a dor é dor,  é um roçar de uma ferida, é se cortar com papel, o barulho do ventilador,  do avião,  do carro tem o mesmo som. Tudo é árido, tudo é espaço vazio.

Dias ruins

Primeiramente fora Temer.

O ruim de você ter a virose psíquica (se o médico não consegue diagnosticar você tem depressão e como uma é diferente da outra rola esse habeas-corpus pra todo mundo ter depressão) é que tem dias ruins, dias depressão dias que é só um cu estar sem emprego e sem dinheiro e não ter talentos na vida.

Tem dia que você não sabe diferenciar um dia do outro. Pra mim estar sem trabalhar e um exercício de saber o quanto me acho inútil quando não estou trabalhando.

De repente minha vida é tão sem graça.  Aí eu penso como meu trabalho era péssimo e do quanto eu me sentia mal e é aquela coisa.... Pelo menos eu estava trabalhando.

Certamente ser demitida foi uma das coisas mais fudidas que já me aconteceu apesar de não ser o the end. Eu não estou comendo milho no chão do ônibus,  pq nessa época tinha um certo glow porque tinha certeza que era temporário. Agora tudo me parece estático,  permanente e muito muito muito chato.

quinta-feira, agosto 18

Um ano sem compras

Nesse saco só tem descarte,  pano de chão furado,  teclado faltado letra (why???) e outras coisas sem pé nem cabeça,  cinzeiro lascado,  blusa que tem mais buraco que blusa.

Confesso.  Não consigo dar ou jogar fora tudo de uma vez.  Esse apartamento tem objetos que foram da minha sogra,  da minha mãe,  muitas coisas eu ganhei. Mesmo sabendo que aquela porra não tem mais serventia é um suplício me livrar dela e olha que venho "tentando"  não sei como mas as coisas se multiplicam,  principalmente papéis e objetos que nem sei porque e onde comprei mas que sei lá eu acho que custou dinheiro e não consigo (ainda) me desfazer. Estou me esforçando muito para usar tudo o que não quero dar,  vender ou jogar fora, mas estou vendo que a tarefa é muito maior que eu.  Meu guarda roupa não fecha de tanta roupa e blawhyskassache muitas coisas estou sendo repetitiva. 

Mantenho a disciplina mesmo sabendo que puta merda,  não queria mesmo me desfazer desse troço mas ele é um...  cara sei lá o que é isso.  Coisas nesse nível. 

Quero ver quando eu chegar na parte que dói,  meus livros,  minhas bolsas... Não que eu vá dar mas é preciso saber pelo menos o que é útil. Da vontade de chorar a maior parte do tempo.

segunda-feira, agosto 15

Um ano sem compras

Menos um perfume. Estou escolhendo um e acabando com ele. Porque fico usa um usa outro, usa um usa outro dá que nunca acaba nada e você fica cheia de metadinha achando que tá cheio das coisas.  Estou caminhando para diminuir as coisas que tenho.

Trabalho

Amanhã é minha entrevista. Notem que não escrevi uma entrevista.  E minha entrevista do meu emprego. Estou caga do nas calças.  Mas vou passar.

terça-feira, agosto 9

Emprego.

Hoje eu terei uma resposta sobre meu próximo emprego.  Imagina se estou com medo?

Grrrr

Juntei moeda pra comprar cigarro.

segunda-feira, agosto 8

Não precisa,

A gebte não precisa ter dias depressão para ter dias realmente ruins.

Tudo de uma vez.

Marcos foi embora,  eu não tenho emprego.  Não tenho dinheiro. Tá a alegria de ir dormir pra sempre.

sexta-feira, agosto 5

Sinto um cheiro de bolo no ar.

A atmosfera contaminou via meu apartamento, claro.... pela primeira vez em cinco anos que ouço algo decente nesse prédio, alguém está ouvindo Standyby me, versão original - e não, eu não estou alucinando, ou não?


Pokemon. Digitado por Terceiros.

Nãaaaaaaaaaaaaao vou instalar Pokemon Go Pro no meu celular porque eu sei, eu sei, vocês acham o que não sei????? O FBI VAI INVADIR MINHA CASA!!!!!!!!!!!



Que porras o FBI vai vir fazer na minha casa vey, tem nada aqui pra eles. Nem café.

quarta-feira, agosto 3

Acabou a mamadeira

Vamos procurar emprego com força.

segunda-feira, agosto 1

Gorda 2

Vocês,  quem é gordo,  gorda,  acham ofensivos serem chamados de gordos?

Eu penso mais como uma característica física como...ela é alta, mas tenho restrições. Falarei mais sobre daqui a pouco.

Gorda

Depois da falta de emprego meu corpo só infla... Engordei 6 quilos.  Engordar significa que temos bastante comida mas me preocupa.  Afinal eu sou a rainha da dieta apesar de nunca fazer nenhuma direito.

Controverso

Gente eu gostaria de e-mails a respeito,  não é apologia nem afirmação que uso,  nada disso,  levem somente para o lado pesquisatório de alguém que sou eu,  que quer saber.

Li ensaios e  o livro do Andrew Solomon, que drogas como álcool,  maconha e pó,  pioram a depressão,  entre outras drogas que não vou citar porque vão chegar do Google procurando receitas de metanfetamina,  já outras pesquisas dizem que a maioria dos remédios que tomamos tem como princípios parecidos com o relaxamento ou a euforia causado por essas drogas porém mais estabilizados. Não é o princípio da droga em si os efeitos sintéticos parecidos,  alguns dizem que os remédios estão longe de nos ajudar,  outros são defensores ferrenhos. 

Não precisa dizer se usam se não usam se quiserem sintam-se livres pois será uma informação confidencial do no meu e-mail, quando eu falo se usam são as drogas,  remédios,  falem o que quiserem...

É mais uma opinião e achismos sobre as teorias.

cristal.adm@gmail.com

sexta-feira, julho 29

O famosinho do Instagram

O Marcos,  esse cerumano que convive comigo achou um jeito de conseguir um monte de seguidor no Instagram,  parece que se você adicionar um monte de pessoas as pessoas fazem o mesmo.

Aí que agora ele tem sei lá quantos seguidores e fica o tempo todo dizendo 80 pessoas curtiram minha foto...  As vezes é uma foto de um feijão,  aí ele tá se achando,  e enchendo meu saco,  todos os dias ele... Sabe quantos seguidores eu tenho? 300. Coisa desse naipe.

Tive que jogar aquele balde de água gélido dizendo Hummm grandes bosta,  porque agora ele falou tipo Justin Bieber está me seguindo...

Sério que se eu tivesse o poder de ressurreição alheia já tinha dado uns três tiros nele com essa merda de....  Sabe quantos seguidores eu tenho?  Tomar no meu cu.  Chatura da porra.

Jesus teve 12 seguidores e tá mais famoso que ele dois mil anos depois. Por favor me façam um favor?  De verdade? Sigam ele ou mandem um recado dizendo que ele na verdade não é famoso?  Façam isso por minha conta,  eu garanto que ele é um poço de educação e vai achar engraçado até morrer. Por favor. Vai ser a minha vingancinha super doce.

@marcosthewall1

Eu vou amar vocês mais ainda que nunca, avisem que veio do blog. Podem colocar #doiscigarroseumcafe,  ou dizer que veio do blog da Cristal, gente vocês farão meu divertimento durante uns três dias no mínimo. Sério. Por favorzinho.

Fala pra caralho

O Marcos é o tipo de pessoa que fala pra caralho,  sabe aquelas pessoas que NÃO PARAM DE FALAR? Engata um assunto no outro,  fala de 30 coisas ao mesmo tempo... Pois é,  até aí bacana,  só que eu também sou assim então aqui em casa é competição de quem fala mais e de quem tem o assunto mais importante pra falar.

Depois de 10 minutos tentando ler a página de um livro e ele sem calar a boca falei,  poooorrraaaa se eu gostasse de tanto falatório teria me casado com uma mulher cacete!!!!!

Ele achou ótimo riu até e me obrigou a publicar esse post.

Depressão

Odeio ter depressão,  mas acho que ninguém gosta né,  mas vai saber.  Mas o que tem me cansado é essa necessidade de me mostrar bem,  de ter que comer,  dormir e fingir que sou um ser humano.
Tem dias muito difíceis,  hoje é um deles,  a falta do meu trabalho mesmo aquele trabalho horrível me fez perder a minha distração diária, agora sou obrigada a lidar 24 hs com essa mente cansada e doente,  e ao mesmo tempo lutar pra que isso não me domine,  lembrar que isso é temporário,  que me cuido,  mas a peteca já caiu ó... faz tempo.

Tem vários tempos que me questionar quem sou já perdeu a graça entao acho melhor aceitar que não sou bosta nenhuma o tempo todo. 

Mesmo assim eu levanto,  chacoalho,  ando,  corro,  tento segurar todos os fios soltos,  a casa,  eu,  minha vida,  é muito difícil. Ultimamente tem sido mais doloroso que difícil.  Não consigo aceitar essa demissão. Não consigo assimilar as informações nem que desenhem, perdi a empatia,  pra mim se não está bom pra você eu realmente não me importo. 

Tem dias que ó,  o fio fica fino demais pra andar em cima. Mas nem nesses dias me entrego,  acho mesmo que uma hora dessas eu conseguirei.

PS, eu não estou morrendo.  Estou descrevendo sobre como é ter depressão certos dias. 

Trabalho

Meu único medo e voltar a fazer um trabalho que não me apaixone.

Simplesmente não veja

Eu adoro o Instagram,  pq sei lá. Mas tem muita mulher sarada negada vendendo cinta,  relógios,  estou de negação de compras e tentando doar e vender metade das minhas coisas.  Simplesmente parei de seguir. 
Quem não vê não deseja.

Viu investir meu tempo em GANHAR dinheiro e conhecimento,  já gastei o suficiente para essa vida.

quinta-feira, julho 28

Lembrar

O ponto do poder está sempre no momento presente.

quarta-feira, julho 27

Saiiiiiiiiii desse corpo

É claro que com a falta de emprego (não vou mais usar a palavra desemprego pois ela está me incomodando profundamente) minha vida e meu tempo se expandiram até eu pegar o costume de acordar tarde,  dormir de madrugada,  ler demais (sim,  existe ler demais quando você procrastina algo que não deveria ser aquela leitura).

Pela lei do cosmos eu estou me comportando como uma... pessoa a toa o que está trava do todo o processo da parada andar. Então hoje acordei cedo arrumei minha cama para não voltar a dormir e me alimentei nos horários certos com as comidas certas pois já estou me preparando para meu novo emprego. Agora que ele já existe de fato na minha mente,  estou esperando o empregador ligar.

terça-feira, julho 26

Emprego.

Preciso achar um emprego. Já estou estudando as possibilidades. Temos a opção de vendedora,  também a opção de vendedora e uma nova oportunidade como vendedora. Ah sim,  tem uma vaga na área de vendas que também podemos tentar.

Um ano sem compras

Troquei um baton Maybelline por uma girafa de pelúcia. 

Não gostei da cor do baton, mas é o tipo de coisa que jamais faria,  me desfazer, ele ficaria ali,  150 anos juntos com os outros 3467 batons até que um dia...  daria pra alguém,  usaria de ódio ou jogaria fora porque perdeu a validade.

Não tenho nenhuma girafa de pelúcia.

Ps: pra quem não sabe e eu acho que ninguém,  adoro pequenos bichos de pelúcias estranhos,  tenho arara,  hipopótamo,  elefante,  coelho peralta, todos pequenos a médios,  não gosto de ursos de pelúcias fofinhos no sentido nhenhenhem da palavra,  minha vontade é ter uma arca de Noé inteira, um dia quem sabe apresento eles a vocês. Ah e aqueles bichos estranhos que vendem nas Lojas Americanas tipo Donuts,  bichos que não existem... Mas nunca tive coragem de dar 70 reais em um.

Essa é uma forma de não comprar e me desfazer de algo que não usaria.
É o ideal?  Ainda não. Mas estamos trabalhando pra chegar lá.

Panela

 Tem ANOS que digo que quero comprar uma panela de pressão elétrica.  ANOS. Eu me contive mas depois de ter gasto milhares de libras com coisas inúteis PORQUE CARALHOS eu não ia comprar a panela????  (parcelada em 10x,  como já expliquei o dinheiro fez pluft)  só que eu sou o tipo de pessoa que acha que....

Essa panela mudará a minha vida porque eu vou poder cozinhar mil coisas nela!!!!  Como se antes não pudesse,  como se eu tivesse um fogareiro debaixo da ponte e cozinhasse dentro de uma lata de goiabada pega no lixo.

Sou uma pessoa muito entusiástica,  sempre acho que essas coisas óoooooo são de outro mundo e pra mim,  são. Porque eu USO todos os meus apetrechos de cozinha, éeeeee sou daquelas que usam multiprocessor,  batedor,  raspador,  ralador,  esmerilhador e furadeira,   tenho colheres de cabos assim e assado e acho o maior barato usar tudo isso. 

Ninguém nunca morreu envenenado com minha comida não é já até recebi elogios.  Agora temos mais uma coisa mágica na cozinha.  A PANELA MÁGICA!!!!!!!!!

Um ano sem compras

Uma leitora me perguntou (me desculpe, não consegui encontrar o comentário agora) se eu estava conseguindo.  É CLARO QUE NÃO.  Eu sou compulsiva por compras, pra quem não entende isso é uma doencinha,  é mais difícil que uma simples decisão apesar de minha mente doentia ter pensado que sim,  bastava decidir sem empenhar nenhuma força de vontade...  Só com o poder da mente. Então vou dizer o que tenho feito para tentar minimizar esse fracasso.

Não tenho comprado produtos de beleza. AH esqueci os três perfumes que comprei.

Tenho comprado coisas de segunda mão.

Tenho feito muitas doações a bazares.

Tenho vendido trocado algumas coisas que não me servem mesmo que tomando prejuízo em algumas coisas, na verdade VÁRIAS COISAS.  Tem grupos no Facebook que tem me ajudado nessas trocas.

Tenho tentado com muito muito muito afinco não desperdiçar as coisas,  principalmente comida.

Tenho tentado usar minhas roupas, todas. Mas é difícil. Meu guarda roupas é surreal e engordei.

A questão de um ano sem compras não é o fato em si,  é pra mim a questão do consumismo desenfreado,  sem pensar,  não estou falando planetisticamente somente, é o vazio de se comprar inutilidades,  mesmo.  Inúteis. Totalmente. Coisas que nunca tem uso nenhum.  Ficam aqui me encarando e eu me sentindo culpada o que leva a compulsão e ao ciclo.

Não desisti nenhum momento da ideia,  apenas não consegui fazê-la.

Instagram

Tudo o que eu odeio no Facebook eu amo no Instagram,  então quem quiser me seguir (odeio essa coisa de seguir da tipo um nervoso)  @cristalromeiros.  Quem não quiser seguir também ficarei na mesma. Gostaria que se identificassem como leitores porque nunca sei quem é quem naquele negócio e olha que eu nem posto direito.  É que aquela coisa do # hashtag é meio estranho não? Tipo a pessoa coloca uma única foto e 30 #.  Pra que?

Porque meu Deus?

Eu não instalei o app do Blogger antes? Existem coisas na minha vida que é tipo ligar pra GVT pra mudar meu plano de telefonia.  Farei um dia. Sabe-se Deus quando. Tem cinco meses que estou pensando em fazer isso. Acho que procrastination está tipo virando um esporte.

Dinheiro

Gastei o dinheiro da minha recisão do trabalho. Todo.  Agora procurar um emprego deixou de ser opcional para ser MEU DEUS VOU MORRER DE FOME!!!!!!!!!!

Parei de fumar.

Ahan,  senta lá Cláudia.  Depois de 16 infernais dias,  ah voltei. Não,  não me sinto orgulhosa.

sábado, julho 16

Parar de fumar?

Depois de 16 dias sem fumar... FUMEI UM CIGARRO.


DEPOIS FUMEI UNS 20. FOI MARAVILHOSO, FOI ORGÁSMICO, FOI CANCEROSO.



Agora é criar coragem para parar de novo...

*(não sou a primeira a falhar e não serei a última, nenhum orgulho, nenhum arrependimento, é só mais um dia em nossas vidas.)

sexta-feira, julho 8

Preciso tanto de um cigarro...

Sem mais para o momento...

(não, não voltei a fumar... e nem tive recaída, estou só externando a necessidade)

Procurando Job

Nessa onda de Procurando Dori, resolvi que é a hora de começar a procurar emprego.

Façam seus lances pelo meu passe, empresas. Eu valho cada centavo investido.

quarta-feira, julho 6

Caguem-se - Parei de fumar.

Dizer parei de fumar é tão mas tão.. hum uma tentativa de parecer superior que, peraí, já perceberam quando você está alegrinha fumando tranquilamente seu cigarrinho sempre tem alguém para dizer: parei. Tal qual dissesse: Ganhei o prêmio Nobel da Paz.



Digamos que dei um tempo nas fumaças para parecer tão ser humano como você e eu somos, porque eu fiz isso? Bom... eu adoraria colocar um monte de coisas legais sobre os malefícios do cigarro e como a indústria tabagista.... mas eu só fiz uma promessa.

Na minha cabeça a gente paga a promessa antes que ela se cumpra, é óbvio, mostra ao universo o comprometimento que você tem com aquela porra que acabou de prometer. Niqui para provar minha total dedicação eu o fiz. Foi fácil, não não está sendo inclusive, quem disse que é e ai, parei no estalo e foi fácil, ou tá mentindo ou tá ruim da memória, pois eu tive tudo quanto é tipo de sintoma de abstinência e ainda inventei algumas pois tinha licença poética.

Estou na fase inicial ainda, naquela que você chupa bala até de sabão em pó e se sentir o cheiro do cigarro alheio morre por um traguinho. Nada de nojinho estilo ai... vá fumar do outro lado, não, encarando a parada de frente de lado e de costas.

Não vou falar olha que bela decisão tomei, tome você também... porque isso é ridículo. Adoraria estar fumando agora, acendendo um na ponta do outro, soltando baforadas grandes e quentes aos céus, but... voltemos que minha boca encheu d´agua.

Não fumei nenhum cigarrinho, nenhum paliativo, pro que eu preciso tem que ser na raça, no horrores dos infernos dos fumantes que gostam de fumar, fazer o que??????? Não tenho nenhum filho a oferecer a Baal!!!!!

Mas continuo sendo uma fumante na minha alma e se eu recair, já acho mais difícil agora (pelos dias) mas eu adoro umas recaídas, acho que é só pra levantar depois ráaaaaaaaaaaaaa.










Morri não.

Morri não, morri não...

Passei 30 dias no Rio offline, roubaram meu tablet (áaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa) fiquei no grau, fui parar na favela, agora é procurar emprego, boas férias eu diria, boas férias....


segunda-feira, maio 16

Recaída

Tive uma recaída brutal a depressão quando lembrei que não tenho dinheiro  que tenho que arrumar emprego.
Estudar para a prova do concurso só me deixou mais paralisada e não conseguia nem estudar, raciocinar direito, nada.

terça-feira, maio 3

Retirando as tentações.

Exceto pelas Lojas Americanas (quero aquela panela de pressão elétrica) retirei todas as news que recebia de promoção no e-mail.
Extra, Loungerie, Sephora, Grupos de compras, enfim...


No wattzap saí de um grupo de outlet que omprei altas maravilhas no passado.


:(






Furei 2

Aproveitando que estava no body piercing só furando o septo, porque não furar também o mamilo? Why not? Só se vive uma vez.

Influenciada pela malévola Lara Mello que disse ser tranks e pans, vamos furar, e não era promoção faça um furo e ganhe outro.

Por um motivo estratégico do latim strateegia... furei apenas um mamilo.

Só não coloco foto porque as pessoas são cheias de mimimi, sabe? Marcos quebraria todos os meus dentes, 

Bom sempre tem aqueles jacu do brejo que pergunta, dói? É uma agulha com um calibre um pouco menor que uma carga de caneta bic, entrando no seu mamilo vagarosamente, então por favor, imagine, não quer imaginar???? Vou te falar, dói pra caralho, pra buceta, você vê luzes, Deus fala com você, mas passa.

A cicatrização é mega tranquila, tanto de um quanto do outro (septo and mamilo), claro cuidando com anti séptico e não comendo coisas pró inflamatórias.

Agora toda hora olho meu mamilo dourado.

Furei.

Bom, eu e minhas impulsividades, não é? Furei o septo.

Estava a dias usando um piercing falso e gostando do visual, apesar de como escrevi lá em embaixo até de boi zebu minha mãe chamou. Caguei.

Estava na cama com  Marcos, querendo tirar um cochilo quando... expressei verbalmente em alto e bom som, quero furar meu nariz. Levantei peguei o dinheiro e pans.

Eis o resultado.

Fotão 3x4









Escorregaço.

Um ano sem compras, beleza, você consegue minha amiga, você é forte, você gosta de desafios.
Você é master.



Mandei fazer minhas lentes de contato.

A parada é que as lentes são úteis, estou sem lente anos, realmente é melhor que usar óculos... mas... saí do propósito de não gastar dinheiro. Tenho seis pares de óculos com lentes brancas em perfeito estados, um Vuarnet esportivo e um Rayban retrô original com lentes de grau para sol. A desnecessidade é o problema, e não a compra em si.

Sem falar que fiquei mais pobre justamente na época que não posso ficar mais pobre porque estou desempregada. Um par de lentes de contato rígidas não são baratas.

Um belo fuéim pra mim.




Compras - Um ano sem compras?

Comprei um par de cigarros eletrônicos para economizar e nem vou falar tentar parar de fumar porque esse não é o momento de pensar nisso, mas é gostoso o de menta.

Um cabo USB pro meu tablet no camelô, a entrada não era a mesma. 10 reais jogados fora, se alguém precisar pode me pedir que mando.

PS: Pague o frete.





sexta-feira, abril 29

Um Ano Sem compras

Update 03/05/2016: Eu posso trocar, mendigar, ganhar, roubar, pedir, qualquer coisa que possa vir a faltar, porém não posso comprá-lo.
Todos os updates vão vir de cima pra baixo para vocês não serem obrigados a ler esse troço toda vez que me der na telha.


Olá pessoal, atrasadamente resolvi fazer um desafio (odeio quando a palavra desafio = castigo) de ficar um ano sem comprar, já rolou essa modinha nas interneta e eu achei um saco, mas esses dias rolou um plim e pans, cá estamos nós.

Um ano inteirinho.

Adoraria fazer aqueles postzão falando sobre consumismo, economia, planeta, mas a verdade é que caguei pra todos esses temas, quero fazê-lo para diminuir o tanto de coisas que tenho e aprender a me reeducar financeiramente.

Vou explicar uma coisa, eu tenho mais de 100 batons, mais de não sei quantos perfumes, mil hidratantes e óleos praticamente tudo comprado compulsivamente então um ano sem comprar me dá a oportunidade de tentar usar essa porra toda sem comprar nada enquanto tento enfiar algo de útil na minha cabeça ao invés de pensar o que comprar no mercado livre.

Vamos as regras, tudo muito básico:

Proibido: sabonete, shampoo, perfume, hidratante, qualquer item de beleza bijuteria, relógios e qualquer coisa do gênero, nenhum tipo de enfeite, adorno, nada. zero.
Exceção: desodorante, absorvente, filtro solar e ácido glicólico, mesmo assim só quando os meus acabarem.
PS2: eu acho que tenho sabonete e shampoo para um ano, inacreditável.

Proibido: Roupas.
Exceção: Só se tiver algo específico que eu não tenha no meu guarda roupas para meu novo emprego.
PS: Comprei algumas coisas pela internet então ainda chegará algumas peças de roupas que estão out do desafio.

Proibido: Livros. Ai.
Exceção: Didático, faculdade ou conurso.
PS: Tenho mil livros no tablet.

Casa: Nenhum item decorativo, cama e mesa, eu realmente já possuo tudo.
Exceção: Comida e produto de limpeza.
Ps: Eu gostaria de uma panela elétrica de pressão.

Bolsa nops, sapatos nops, maquiagem, loja de 1,99? Nada. Zero. Rosca.

Darei uma atenção especial as doações e ao trabalho voluntário.

PS254: Vou comprar mais 20 cabides aveludados somente para terminar a organização do meu guarda roupas.

Nenhum presente pode exceder o valor de R$100,00.

Cigarro e bebida alcoolica não entram nessa restrição obviamente.

Valendo: 29/05/2016 até 29/05/2017

Esse "Um Ano sem compras" virará um marcador aqui no blog, ok?

Tudo ou basicamente tudo será registrado por fotos, uou!!!!!!!!!!

Se alguma regra modificar no meio do caminho serão avisados, se eu comprar algo também contarei é claro, qualquer escorregão!


Minha animação é contagiante.












Tem?

... coisa mais desagradável que vontade de cagar quando estamos tomando banho?



terça-feira, abril 26

Undercut, sapatão, piercing e adolescência.

Adoro essa coisa de "você usa você é" mantenho meu undercut, apesar de tentar deixar crescê-lo de tempos em tempos e é por isso que ele está revolts abaixo, porque acho que para as entrevistas não é leval ele raspadão again.


O cabelo está espigadão porque eu passo uns troço pra ter volume e fica assim, mas ao vivo é melhor.
Veio a idéia real de mais um piercing (porque eu já tive e tirei alguns) e algumas pessoas na minha família disseram que era coisa de adolescente.

Bom, eu ainda me acho certamente xojem para algumas coisas, mas essa coisa de "adolescente" entrou na minha mente.

Primeiro que já disseram que meu cabelo é uniforme de sapatão, não dou a mínima, meu namoro tem sete anos e prefiro ser chamada de sapatão do que de preconceituosa ou ter a mesmíssima cara ano após ano. 

O piercing é só retirar pra ir trabalhar, nada de mais, minhas tatuagens estão cobertas, enfim... acho que quando ficamos adultos é que podemos fazer essas escolhas, não antes, afinal já pago minhas contas um tempinho e gosto desse visual, que é diferente mas é normal, não chega a ser cabelo azul, que não tenho porque não quero ter, não porque é azul.

Ser adulto já é um cu, contas a pagar, papéis a manter, coisas a mentir... estando cheio de falsos achismos então, pior, imagina que agora não posso ter um piercing porque é coisa de "adolescente" e se for? Qual o grande problema nisso? 

Tá rolando uma problematização sem necessidade em torno de tudo, tudo. As pessoas super acham que me incomodo quando dizem que meu cabelo, sabe... nem tem coragem de dizer os cuzões. Se meu namorado gosta, ótimo, se as moças que gostam de moças também acham legal, ótimo!!!! Não é bom ser desejada? De vez em quando uma mulher me paquera, acho lisonjeiro e não esse "ai Gzus sai pra lá". 

Agora é um tal de encher o saco de quem está quieto... deixem meu cabelo. Adoooro.



Voltamos a Programação normal.

Esses dias foram de muita confusão mental, também pudera, meu maior medo, ficar sem emprego concretizou.
Por maior que seja um alívio saber que minha saúde mental melhororou não é de admirar que eu tenha pirado um tanto.
Fiquei uns dias refém do copo, pedindo more wine pensando que minha vida era mesmo perdida porque tinha sido mandada embora de um fucking job, *(não foi por causa da "crise") e como pagarei tudo, bom a resposta é arrumando outro emprego. É claro. Mas aí bateu um total desespero de tudo, enfim, foram dias difíceis, não digo que superei, mas que um percentual bem grande já assentou....

Vamos procurar emprego daqui uns dias, vai ter alguma coisa aí pra mim.


segunda-feira, abril 18

Dicas das interneta

"Coloque o limão 30 segundos no microondas para extrair mais suco"


O limão explodiu e fez uma mega cagança no meu microondas.


Não acreditem em tudo das internetas caros colegas.










sábado, abril 16

:)

Tô organizando os paranauês. Ja já chego com novidades.


sábado, abril 2

Baby and Beef

Tenho uma amiga, dessas que aparecem quatro vezes por ano, sempre desbocada, gente boa mesmo, dessas que você fala "que brinco lindo" e ela tira e te dá, se for eu, é daquelas de grandes ódios e rancores, muito visceral, que gosta de demonstrar o quanto sua companhia é interessante.

Acontece que eu e a Fabis temos uma história, obviamente pela similaridade de personalidades, nós nos antipatizamos de cara (depois de mais de ano que virou amor), nós trabalhamos juntas na empresa, quando ela saiu *(também doida da cabeça, depois de 8 anos - meu dobro que é 4, ansiosa, branca e toda fudida, a empresa não é para pessoas como nozes) mas voltando... Fabis sempre foi uma trituradora de comida e eu também, estilo betoneira.

Foi afinidade a primeiro pacote de doritos.

Só que tem uma coisa, não conheço *(ainda) gente pra comer como nós, Peéfão mesmo, farinha, tropeiro, frango frito, duas coxinhas com coca cola and sorvete, não é belisquetes e nosso organismo sempre se recuperou de tudo isso no máximo com uma azia, quando ela saiu da empresa, disse que precisávamos comemorar, ela também é do tipo que comemora desgraçada e fomos a minha churracaria preferida aqui Baby Beef, comemos tanto, ficamos tão soltas e felizes de chinelo e regata (se você se arruma para ir ao shoping ou a churrascaria, você é pobre) - agora é minha forra, Baby beef por minha conta.


Fabis é igual a euzita, não come para competir, mas fazemos valer nossos dinheiros, gostamos de sair para comer juntas porque nossos namorados não dão conta. É sério isso, nem Marcos nem o pândego dela são páreos para nós duas roendo tudo o que aparece. E nós comemos.


Hoje, vamos lá, abrir churrascaria como diria ela, vamos comer e rir muito alto até todas as mesas ficarem constragidas pela nossa farândola.

Aliás nós fazemos uma coisa horrível (eu faço quando estou com Marcos também, ele não fica mais sem graça não, acostumou)  só que dessa vez será pior, chama-se "como deixar o maître sem graça" - no Baby beef de dez em dez minutos cronometrados depois que você comeu metade da churrascaria eles começam a perguntar o que queremos de diferente... se queremos uma carne especial, e isso é meio insultoso depois de que você já falou que não, na verdade todos sabemos que é um método expulsatório, educado é claro, porque o atendimento lá é muito bom.

Nossa lista já no cel para hoje:

Melancia
Jaca
Caldo de Mocotó
Coração de Beija Flor
Tropeiro
Nelson Cavaquinho tocando brasileirinho na nossa mesa
A Charanga do galo entrando e tocando
Rabada
Mumuzinho e Péricles trazendo comida dançando vem que vem quicando
Chouriço
Regina Casé saindo de baixo da mesa gritando ESQUENTA, apontando para o prato
Batata chips
Queijo camembert
Zeca Pagodinho and Beth Carvalho
Vera Verão (eu sei que está morta)
Mara Maravilha das antigas
Amaury Jr
Paulinha ex BBB para ter subcelebridade


Agora é ver quantas dessas a gente consegue colocar em prática, antes que eles parem de vir na nossa mesa. Detalhe é que eles não gostam que fiquemos ensebando e ficamos mais de três horas papeando, não bebendo como eum buteco, porque né? $$$ mas tomando umazinha de leve, ou um vinho.

Detalhe, estou levando um presente para minha amiga.

Um rolo de papel higiênico Neve folha tripla embrulhada em papel de presente. Quero ver a cara dela abrindo o presente na mesa.


PS: Piada interna, quando eu recebi meu dinheiro comprei esse papel e disse que era milionária, na verdade comprei porque achei sui generis nesse momento (cagada) aí tirei foto e mandei pra ela que respondeu: MEU CU NUNCA VIU UM DESSES.

Façamos sua vontade Fabis, um pacote de papel Neve tripla.





quinta-feira, março 31

Tatuagem nova

Minhas tatuagens marcaram uma nova fase da minha vida, as 21 estrelas na lateral direita do meu corpo e a fênix do lado esquerdo, as duas na altura da cintura, são grandes o suficientes para combinar comigo, não são discretas pelo mesmo motivo.

Na primeira eu tinha 20 anos, na segunda 24.

Incirvelmente o significado delas é que eu tinha dinheiro e o tatuador tinha tempo, apesar da mitologia fenixiana que renasce das cinzas, na época eu poderia muito bem ter tatuado uma galinha que daria no mesmo, é mais o significado da tatuagem do que o desenho em si, não sou dessas que as coisas precisam ter um sentido exato.

Agora farei minha terceira tatuagem e bom, como nas outras não sei o desenho, só sei que será grande e indiscreta, mais um marco. Não será nehum desenho de anjos, nem borboletas. Estou pensando mas sei que não vou decidir nada, exceto na hora.


Rhyca!!!!!!!!

Gente, serião, sério mesmo, liguei para o banco e eles me informaram minhas cifras.

Para.tudo.

Minha conta NUNCA viu tanto dinheiro, lembremos que sou uma desempregada cheia do verbo lotada de dúvidas, que tem uma casa para sustentar, muitos compromissos e precisa do verbo necessita ser uma pessoa equilibrada.... e que não pode sair comprando, mas agora decidi que sou uma pessoa madura, que não farei besteiras com  dinheiro, que não farei nada impessado. PERAÊ COMO É ESSA PROMOÇÃO NA AMERICANAS? Gente e aquela mala no mercado livre?
Vou comprar SÓ ISSO e me seguro.

Ahan, senta lá Cláudia. Já viu próximo nível novelesco né?

Comprei um mixer e uma mala.


Isso porque disse que não ia comprar nada exceto panelas e um box Game of Thrones.

Ráaaaaaaa. Eu me amo. Não mudei nada.






quarta-feira, março 30

More Wine

Fiz meu exame demissional hoje, cheguei em casa abri uma garrafa de vinho *(Pérgola da garrafa de plástico com leves notas de asfalto molhado, BPA e os ventos do sul da Califórnia) e fui comemorar a belíssima fase que se inicia.

Na minha cabeça toda hora ficava pedindo "more wine"#Gameofthrones para meus lacaios imaginários enquanto me aglutinava languidamente ao meu sofá, como o sono não vem nem depois de beber, gostaria que a mosca tsé-tsé me pegasse.

Relendo pela quadrucentésima vez Cem Anos de Solidão enquanto os vinhos da vida me confundem entre os Aurelianos e Josés Arcadios...

More wine...




As melhores conversas

São sempre com os cães....
Deu pra perceber o estado né?


A Heresia mata.

Eu zoando a santa.



domingo, março 27

O Melhor

Vivi um dilema tão grande no meu trabalho que adoeci, adoeci de depressão, de vazio, de falta de vontades e expectativas. Eu fui desligada da empresa onde trabalhava, depois de ter cometido deslizes, mas principalmente por ter feito mal feito um trabalho que sempre fiz bem-feito.

Como explicar que a melhor vendedora *(e sim esse número foi o de ano de  2015) e quando digo a melhor não é a segunda melhor, foi demitida por erros de iniciantes e como explicar que depois de ter lutado tanto por esse posto, senti um alívio enorme (apesar de estar com um medo absurdo também) porque nunca fui demitida, não sei o que é ficar sem emprego e até onde sei a comida daqui de casa é paga com meu trabalho, assim como meu aluguel, meu cigarro e meu papel higiênico.

O dilema consistiu simplesmente em ganhar algum dinheiro para ir levando ou trabalhar conforme minha paixão me permite. Todos sabem que adoro minha área, então como explicar tudo isso?

Simples. Nunca me senti impelida a fazer meu melhor no meu antigo emprego, nunca. Melhor não quer dizer primeiro lugar, isso posso fazer com esforço (muito) e contatos certos, o melhor é o MELHOR QE VOCÊ PODE FAZER, o seu máximo, a sua paixão, é se jogar, de cabeça, loucamente, sem pensar em horário, se aquilo cansa, se dá trabalho, se ninguém quer fazê-lo, se ninguém quer atender o pior cliente, isso não é utópico, é assim que trabalhava na anterior a essa empresa, foi assim que trabalhei vendendo relógio na Renner... comendo milho sentada no chão do ônibus. Não é uma questão de desafio, é visceral, você quer fazer o melhor porque cada dia o seu melhor sobe de nível, até que você se torna realmente bom.

Não pense que meu melhor é bom, meu melhor as vezes era bater uma meta que ninguém bateria, era vender 1 real para um cara que disse que nunca mais compraria naquela espelunca, fazer o nosso melhor tem que ser bom para quem o faz, a empresa? É secundária. Já burlei regras (regras... não leis) que achava desnecessárias, já meti o peito pra cima, já enfrentei  chefe, dono, a tia do café para fazer meu melhor, já passei como um trator em pessoas menos competentes que eu, já roubei clientes porque sabia que estava sendo desperdiçados, aliás nunca fui a mais boazinha trabalhando, mas era boa no que fui contratada para fazer.

Isso se perdeu... nunca pude e há muito nem queria fazer meu melhor, porque isso significava um desgaste tão grande que só queria ter dinheiro para comer no final das contas, não queria fazer nem o básico, quanto mais o melhor, aliás meu lema a dois anos é... já deu a hora de ir embora? Não pensem que não lutei, lutei tanto que de tanto travar a mandíbula para a luta quase quebrei meus dentes, tomei remédio, enfiava os anti depressivos pra dentro, tomei muito energético (para conseguir ALGUMA energia de fora já que de dentro estava tudo morto), recebia o olha de pena do meu namorado que sabia que por dentro eu me arrastava, perdi a vontade de escrever, de fazer sexo, de viver...





NÃO FAÇAM ISSO, sério, é muito fácil falar isso depois de quatro anos trabalhando, mas sinceramente, quanta energia, quanto TUDO jogado fora por causa de um salário, e não era nem tão alto assim, pelo menos não para o que eu posso ganhar, eu me vendi, me vendi por pouco, me vendi pela falsa segurança de ter um salário no final do mês, a pior venda que existe é quando você vende o seu melhor para virar um ser medíocre, um farrapo, mas um farrapo com salário...

Sabe qual era a minha opinião sobre mim até isso ter (finalmente) acontecido? Que eu era uma bosta de vendedorazinha levando uma vivinha de bosta. Eu. Eu que nunca aceitaria isso. Não se deixem se enrolar pelo polvo do conformismo, ah Cristal, eu tenho contas a pagar... pois eu também! Eu também como, me visto, nem tenho pai e mãe para me ajudar, nem tenho onde cair dura... mas é melhor isso a cair dura de pura maluquice querendo se enquadrar em uma coisa que não ia dar, nunca deu, era como colocar uma caixa quadrada em um buraco redondo.

É APAVORANTE pensar que estou desempregada em um ano de crise, mas é muito menos Saapavorante que literalmente, literalmente, literalmente VOMITAR de tanto nojo que estava sentindo. Saí no meio de runião e fui vomitar porque era indizível a sensação de estar ali.

Só aceito trabalhar agora quando for pra fazer meu melhor, pode ser como qualquer coisa, desde que seja com paixão.












sexta-feira, março 25

Desempregada!!!!!!!

Desempregada Desempregada Desempregada

Melhor perder o emprego que a sanidade, comemorarei com meu vinho predileto (Catina da Serra da garafa de plástico) e uma boa caixa de Carlton. Sinceramente? Depressão, stress, humilhações, bye pra vocês.
Um novo ciclo se abre, dizer que estou eufórica realmente não demonstra.

Não, eu não tenho outro emprego em vista, nem sei o que farei ainda, mas assim que é bom, gosto da adrenalina. Cristalzinha enfim, voltando ao mundo dos que tem culhões para ser uma desenmpregada feliz.

Comemorem comigo.

Mais uma prece foi atendida pelos Deuses.





sexta-feira, março 11

Não morri não.

estive com preguiça só.

quarta-feira, janeiro 27

Trabalho.

Meu trabalho é maravilhoso.
Se eu repetir isso muitas vezes acreditarei.

segunda-feira, janeiro 25

Leitores e o que é escrever.

Gente, ninguém lê mais nada hoje em dia, a parada é postar umas fotos fit e fazer sucesso, o que é foda porque sou gorda e meu celular tira fotos medonhas, não tenho instagram, estou sempre tão fora das modinhas, odeio facebook, e tem umas coisas com nomes estranhos que nem sei o que são.

Toda essa prosopopéia introdutória (delícia!!!) é para dizer que tenho mó orgulho das minhas quase 100 visualizações diárias, é estranho porque alguém pode achar isso super humilde, sem falar os que caem aqui e nem sabem onde estão, imagina que interessante se um punhado de pessoas se INTERESSA pela sua vida, isso é genial!!!! Sabe, eu não sou ninguém na noite (e quem é?) mas fico super contentona... mesmo desaparecendo sem dar a mínima satisfação e voltando como se tivesse ido ali só comprar cigarros, exigindo atenção, exigindo que você volte  a me ler.

Escrever é se desnudar, é mais íntimo que fazer sexo com uma pessoa! Duvida? Você pode saber com quem transa, mas nunca exatamente quem te lê. Imagina que tenho um pequeno registro da minha vida em formas de linhas e letras em um espaço solto na internet, onde qualquer pessoa pode acessar, ler, e se eu não deletar pode ficar perdido por toda a eternidade on line.

Percebam que meu pequeno registro não fala sobre maquiagem (que eu amo!) não fala sobre dietas, não te dá dicas de merda nenhuma, não tem fotos minhas, me dou ao imenso prazer e luxo de escrever sobre a minha própria vida. É incomensurável o que isso significa para quem nunca o fez, você de repente se abre, e abre uma porta... que pode entrar qualquer coisa, todas as pessoas de repente fazem parte da sua vida quando te lêem, elas sabem onde te achar, onde você trabalha, onde você vive e do que você sofre... ao mesmo tempo eu entro na sua casa, no seu computador, celular, nos seus olhos, eu, nas minhas humildes letras organizadas, entro na sua vida, na sua cabeça, você presta atenção em mim aí você do nada pensa em mim e jura que me conhece, como se fôssemos velhas amigas e pensa, como será que está aquela louca?

Escrever sobre si é o maior alimento do ego e ao mesmo tempo o maior desapego a própria imagem, existe algo mais ridículo que se expor dessa forma? Tem gente que acha que se mostrar é colocar umas fotos na praia no facebook, ahan, senta lá Cláudia, experimente escrever sobre si, experimente escrever PARA SI, você é escritor e leitor das próprias sandices, experimente dizer para as pessoas que você tem uma desordem mental, que você deve ao banco, sua família é louca e você mesmo não bate bem da cachola.
Experimente dizer que você é gorda, sua carreira não existe, você tem cárie! Dormiu sem tomar banho, você não faz viagens internacionais, conta moedas para comprar miojo e cigarro e tem uma bolsa caríssima e um tênis mais ainda! Experimente não ter nenhuma coerência e falar sobre isso para desconhecidos, conte para todos que você toma remédios, que peida fedendo, que deita no lençol limpo com os pés sujos!

Obviamente todas as pessoas a minha volta não sabem que escvrevo (exceto Marcos) mas não chego literalmente a me esconder aqui, gosto mais do meio anonimato (ráaaaaa) porque posso ter alguma liberdade ainda, e como ainda não vivo de escrever preciso tomar certos cuidados (o que é realmente uma pena, bons tempos que podia meter o pau na porra toda!).

Em uma época onde todos tem uma opinião sobre tudo o mais difícil é ter alguma opinião sobre si.... e você pensa que escrever te ensina ensina isso? Porra nenhuma, escrever não ensina nada exceto talvez fazer uma boa redação. Tá, mentira, para textos que não publico, escrever me ajuda a colocar a cabeça em ordem, coisa que é tão fácil quanto montar um quebra cabeças de mil peças em 5 minutos.

Essa ainda será minha profissão porque é um prazer inenarrável apertar teclas e depois aparecer algo que você criou, da própria cabeça! Do caralho isso.

Esse blog me deu meu namorado. Ele quis conhecer QUEM era aquela pessoa que não falava coisa com coisa e lá se vão, anos!

Enquanto houver vodka (saudades, hoje vodka é uma vaga lembrança) eu escreverei, pra mim, pra você e pra quem quiser ler e pra quem não quiser também, a vida é um grande foda-se mesmo.






Medicação?

Algum leitor (a) meu tem depressão (ou o nome que você tenha sido diagnosticado)? Quem tem e toma medicação pode me enviar um e-mail? Gostaria de trocar uma ideia sobre, coisa rasa.

cristal.adm@gmail.com

Sobrecarregada? Nunca.

Todo mundo sabe que sou a senhora fodona da porra toda (tudo bem que vivo cagada, mas ser foda é um estilo de vida e não um tipo de sucesso mensurável) então chegamos a extremos extremistas porque somos realmente extremos.

A maior meta? Pode mandar que eu bato. A conta mais complicada? Pode mandar. Quer que eu atenda TODAS as multinacionais do planeta? Ahan, joga aqui.
Cuidar de quantos contratos mesmo? Vender quantos milhões por ano? (É milhões, não é mils não.)
Não vou falar de remuneração que dinheiro é assunto delicado (hahahahahahahhahah!!!!!!!!!), afinal quanto eu NÃO ganho realmente é de minha conta.

Nessa você acumula, não tem pra quem delegar... afinal você é a ponta, é pra você que delegam, cliente quer follow up, data book, feedback qualquer porra da moda em inglês? Quem faz? eu. Quem especifica quem vê entrega, contrato, lê as letras miúdas, pega rabuda,  entregar em Pernambuco, mole, no Peru? Aí nem tanto (longa história), do you speak english, bom yes, but only the basic, rola de you write pra eu tentar te entender? because está foda try understand, i don´t have google tradutor. Global Operation? WTF? Gente eu vendo material elétrico, eu deveria vender lâmpadas para gente normal.

Acontece que atender multinacional é assim, quanto mais certificados e mais ISO e mais certa ela for, mais exigente... e exigem, exigem coisas que tipo, é de cair o cu da bunda, o certificado de qualidade com ensaio técnico do prego que pregou Jesus na cruz e ai de você não ter, porque se você não tem, TEM QUE TER!!!!

Eu lido com pessoas ótimas, sério, meus clientes são realmente gente boa, mas as exigências das empresas é tipo sufocante, vender é o mais fácil tem horas, porque só de ter que fazer relatório para cliente, dá uma vontade enorme de morrer.

Amanhã, hoje, tenho 779 e-mails para verificar (rá, você acha que é brincation ou tem número a mais, ledo engano Leda Nagle) meu fluxo de correspondência é gigantesco, afinal trabalho com propostas e documentos, a questão é, estou cansada, não costumo reclamar de cansaço trabalhístico não, mas estou realmente precisando de uma massagem e que esqueçam o número do meu telefone por alguns dias. Cheguei ao cúmulo de voltar mais cedo do almoço e deixar meu ramal desligado SÓ pra conseguir fazer um relatório ou proposta sem interrupções. Claro que isso é um pico de atividade de começo de ano porque seria surreal trabalhar dessa forma, estou aproveitando esse momento para adquirir jogo de cintura e aprender algum tipo de processo gerencial de problemas, alguma coisa eu vou aprender e melhor, dessa vez... sem enlouquecer.









Organização

Sinceramente sempre fui desorganaizada, descompromissada com o senso de organização, falsamente organizada por estar sempre arrumando. Bom, se você está constantemente arrumando é porque está bagunçando pra caralho, certo?

Como moro sozinha e posso inventar um monte de lugares novos pra minhas coisas TODOS OS DIAS, então nunca sei onde as porrra tão, mesmo se você olhar estar tudo arrumadinho.

Arrumado não é organizado, não mesmo, posso afirmar, confirmar, dar testemunho e fazer uma tese sobre. Acontece que meus planos são grandiosos para o ponto de onde estou para o ponto que quero chegar.
Sem organização, não tá rolando. Tô penando para organizar minha vida, mas assim quase me arrastando, porque sempre gostei de ser uma alma atormentada, até ter depressão e descobrir que alma atormentada é uma merda do caralho.

Não vou conseguir concluir faculdade e fazer minha vida andar só acumulando e literalmente escondendo as coisas, chega a ser doloroso me desfazer de algumas coisas, mas now is the time (what?) e estamos aí, fazendo, porque eu sempre me dou o luxo de dar a volta por cima.

Estou me desfazendo e me organizando para dar conta. Você já viu minha lista? Pois é, é meu compromisso concluí-la, sou bastante ambiciosa nos meus projetos, por exemplo é um projeto me manter viva por bastante tempo ainda.





domingo, janeiro 17

Depressão infernal

dois dias dormindo, literal.

quarta-feira, janeiro 6

Quero ser escritora.

Agora que foi dito jamais poderá ser desdito.

Quero e vou ganhar dinheiro escrevendo.

Desentulhamento

Tem um milhão de séculos que estou em uma vibe de tentar simplificar, mas na prática....toda vez que vou mexer no meu armário, na minha vida, nas MINHAS coisas.... é a mesma coisa:

Isso fulana me deu, isso cicrana mandou, isso quando eu amgrecer, nossa isso foi caro pra cacete.... só que nunca faço, nunca dôo, nunca limpo, nunca renovo... só compro e entulho, compro e entulho...

Pensando somente no modo de simplificar a coisa em si peguei uma sacola grande e coloquei "feio, não cabe, out, nunca mais vou usar" e enchi. Sem pensar, sem pensar na marca, se foi caro, se foi presente, nada.

Amanhã vou doar para uma amiga, pronto, sem mais.

A sacola tem umas 20 peças, calça, jaqueta, coisa com etiqueta... se fizer isso mais vezes chego no meu alvo, só ter o que realmente quero e uso. Falta dois séculos para chegar nessa meta.






Meta para 2016

Depois da bosta que fiz hoje? Me manter empregada.

Delícia que só mulher sente.

Tem coisa mais incomodativa que um aro de sutiã que solta no meio da manhã? Aquilo te furando deliciosamente?






A Lista

Eu tenho uma lista, todos tem uma lista, tenho uma lista o ano todo! Do que quero fazer, ter, comprar, aprender, risquei muitas coisas nos últimos dias e inlcuí outras na minha lista original, pensei porque não começar a dividir isso com vocês again? É bom pra me monitorar também porque as vezes faço uma coisa espetacular e não tenho ninguém pra dividir.... além da lista. Não é modinha de começo de ano porque tem umas coisas que quero a tanto tempo que poderia virar metas eternas.

Essa lista não tem prioridades, isso aquilo, ordem de importância, nada, ela só anda no meu caderninho pra lá e pra cá, colocarei todas as metas com a data de hoje apesar de algumas coisas serem velhas conhecidas, mas como não datei, não faço ideia do tempo que quero, é como se tudo tivesse se iniciando hoje, a data de término será quando for riscado. Dãn.

Os códigos, para ficar fácil pra vocês, não é lista de 1,2,3,4... ele é pautado nessas coisas aí embaixo e só.

1 – Material
2 – Corpo, saúde, Beleza
3 – Comportamental
4 – Carreira, aprendizado.

4 – tirar carteira de motorista - 05/01/2016
4 – Passar em um concurso público – 05/01/2016
4 – Retomar a faculdade – 05/01/2016
2 – Tirar as micro varizes (vasinhos) das pernas – 05/01/2016
3 – Aprender Yoga – 05/01/2016
1 – Comprar uma panela a vapor – 05/01/2016
1 – Comprar um ferro de passar decente – 05/01/2016
4 – Exercitar e melhorar meu inglês. – 05/01/2016
2 – Emagrecer 8 quilos. – 05/01/2016
4 – Aprender a falar francês – 05/01/2016
1 – Ter um celular top. – 05/01/2016
1 – Ter um notebook top – 05/01/2016
1 – Ter uma casa própria – 05/01/2016
1 – Ter um carro – 05/01/2016
1 – Comprar uma cadeira de escritório – 05/01/2016
3 / 2 – Parar de fumar – 05/01/2016
1 – Comprar uma super mala de viagem legal – 05/01/2016
1 – ter um guarda roupas de madeira, nada de Casas Bahia, never more. – 05/01/2016
1 – Ter um aspirador de pó pequeno – 05/01/2016
1 – Ter um conjunto de panela decente – 05/01/2016
4 – Aprender excel avançado. – 05/01/2016
4 – Fazer esse blog dar dinheiro – 05/01/2016
3 – Meditar diariamente durante 50 dias direto. – 05/01/2016
1 – Comprar uma lente de contato que preste – 05/01/2016
1 – Comprar três sutiãs decentes – 05/01/2016
3 – Fazer uma viagem a NY – 05/01/2016
1 – Comprar duas leggings da Adidas – 05/01/2016
3 – Desentulhar meu apartamento – 05/01/2016
1 – Comprar um casaquinho da Adidas – 05/01/2016
1 – Comprar uma bota de montaria preta – 05/01/2016
1 – Comprar dois sapatos de salto para trabalhar  – 05/01/2016
1 – Panela de pressão pequena - – 05/01/2016
1 – Chapinha de cabelo – 05/01/2016
1 – Secador de salada – 05/01/2016
1 – Perfume top – 05/01/2016
2 – Fazer peeling no rosto, manchas. – 05/01/2016
2 – Arrancar meus dentes cisos (siso?)– 05/01/2016
3 – Voltar a escrever no blog 3x por semana. – 05/01/2016
3 – Aprender a guardar 10% da minha renda. – 05/01/2016
1 – Lancheira de neoprene – 05/01/2016
1 – Vidro hermético para chás e conservas – 7 unidades– 05/01/2016
3 – Limpar meu nome – 05/01/2016
1 – Mixer – 05/01/2016
1 – Liquidificador que tritura até mau olhado – Oster  – 05/01/2016
1 – Chapinha de cabelo – 05/01/2016
1 – Fazer mais uma tatuagem – 05/01/2016
1 – Comprar tecido para fazer cortina – 05/01/2016
1 – Tule – 05/01/2016
4 – Fazer curso de coaching – 05/01/2016
2 – Fazer depilação a laser – 05/01/2016
1 – Ter uma panela elétrica – 05/01/2016
1 - Colocar lentes nos meus óculos - 06/01/2015
1 - Comprar um massageador elétrico - 08/01/2015

domingo, janeiro 3

Remédio

Estou mais de uma semana sem tomar remédios, fiz por contra própria, estou sonolente e meio desanimada, mas sem nenhum efeito colateral do remédio.
Não sei ainda se o que fiz foi certo, as receitas continuam ali.... se der errado é só voltar a tomar.




quinta-feira, dezembro 31

Virada do ano?

Cheguei na padaria e perguntei: tem papel de enrolar cigarro? Olhando para o balcão da "tabacaria".....

Ela disse que não.

Achei que ia ser foda sair da padaria com guardanapo.

Sem mais,

Sexy Baby

Marcos chega na minha orelha e diz muito sexy:

Amor... me dá meu copo de cerveja....




Ps: Sem alcool.
Apresento-lhes uma pessoa que fica tonto com cerveja sem alcool.

segunda-feira, novembro 30

Piscóloga - Dia 1

Me rendi, como tenho me rendido diversas vezes, fui a piscóloga a primeira de muitas sessões.
Entendo porque as pessoas tomam chá de qualquer coisa para tentar curar a depressão, a angústia e dor é tão forte que qualquer esperança é fio a se apegar.

Cheguei, carregando meu enorme fardo de vazio interior, e ela quis "me conhecer" eu disse quem era, o que fazia, e como me sentia a maior parte do tempo, um lixo, feia, gorda, mal acabada, tais palavras "chocou" a psicóloga e apesar de já ter ouvido mil vezes ela repetiu, como uma mulher bonita como você pode se sentir assim? (risos) A beleza deve ser algum tipo de antídoto, só é depressivo quem é feio.

Contei dos remédios que tomo, dos efeitos colaterais, de como são meus relacionamentos (os poucos que existem e os superficiais) disse que gostaria de sumir.

Contei sobre o episódio fatídico dos soníferos, ela perguntou se eu tentei me matar e eu disse que não, que só queria dormir uns 4 dias seguidos. Falei sobre a imensidão do vazio, da minha falta de vaidade, da minha falta de propósito, do meu pouco valor e como tento sublimar tudo isso parecendo melhor que as outras pessoas.

Falei que sou compradora compulsiva, que sinto sono e apatia o tempo inteiro, que meu trabalho é um tipo de tortura e que nunca me adaptei a minha mudança. Disse que não me sinto meu mesma, que meus olhos são se parecem com os meus, que sequer me reconheço em uma foto.

Disse que fazer qualquer coisa é um esforço enorme, hercúleo, que nem queria estar ali, que queria ir dormir. Disse que meu relacionamento está por um fio porque não consigo externar nenhum tipo de sentimento e quando o faço é com tanta fúria que assusto.

Falei que não gosto dos meus colegas de trabalho e da humanidade como um todo, que fujo de qualquer convite e só quero ficar em casa, disse que minha libido é uma vaga lembrança e que meus remédios não parecem ajudar.

Quando ela me disse o que eu gostava de fazer... eu disse que gostava de ler, de escrever e de imaginar que sou outra pessoa.

Não saí uma vírgula melhor que entrei, falar tudo isso em voz alta e admitir foi pior que com o psiquiatra, fez tornar mais real que não dou o mínimo valor a minha vida.

Mas já estou com a próxima sessão marcada.


domingo, novembro 29

Nome

Eu me chamo Cristal, qual minha moral no todo para falar do nome de quem quer que seja?

O filho de Bella Gil se chamará Jiló - que aqui em Minas tem o significado dúbio de cu.

Legal não?


2 Crítica Literária - A Estrela Mais brilhante do Céu - Marian Keys

Sou fã da escritora, esceto pelo romance de estréia Melancia... que é meio cagado e ainda estava ditando o estilo da autora, li todos, alguns gostei, outros caguei, mas os dramas sérios (alcoolismo, drogas e abandonos...) ficam leves... engraçados é forçar a barra, as narrativas são bem alinhavadas, tanto que os livros subsequentes das irmãs Walsh vão relembrando pedaços dos anteiores.

A Estrela mais brilhante do céu, não tem nada a ver com a família Whalsh, fala sobre uma "coisa" que ronda vários apartamentos contado a vida de várias pessoas, você pensa e tudo dá a entender que é a morte, but.... é outra coisa, qualquer coisa além disso é spoiller daqueles que fazem o livro perder a graça.

Só lendo mesmo, e não tenham preconceito pois não é exatamente um livro mulherzinha.

Ps: Se alguém quiser esse livros em .pdf me solicite que envio.


Depression

Uma coisa interessante na depressão é que ela é cheia de mimimi, você faz uma coisa que teoricamente tem conserto e pá, de respente além de não tem conserto começa a achincalhar sua vida.

Briguei com Marcos, tá casais brigam, eu tive uma semana horrível, literal, depois disso foi o espiral direto pro inferno... ele não vai mais me amar, sou uma pessoa desequilibrada, nunca mais ficarei próximo de boa, serei sempre um material com defeito, serei radiotiva... as pessoas que chegarem perto de mim irão ficar contaminadas com minha doença tóxica, todas passarão a se sentirem um lixo como eu e se afastarão, não terei emprego, yadda...

Marcos ficou de bem, me convidou pra ir pra casa dele, mas eu já estava tão mal que considerei muito melhor ficar em casa e tomar dois remédios para dormir, afinal dormir não implica nada, não implica sentir vergonha, impotência, dormir é a semi morte, depois não quis ir a rua, já tinha cigarros! Dormi sem tomar banho, comi qualquer coisa, perambulei pela casa pensando qual o sentido disso tudo? Fiquei deitada somente, sem chorar, só esperando que o tempo desse um salto direto para o dia da minha morte. 
Não desejo morrer, só não desejo estar viva a maior parte do tempo, não desejo sentir, não desjo ser a pessoa que um dia eu fui, minha vida não tem sentido, não tem um "para onde ir" esses dias me perguntaram qual era meu maior sonho e só pensei "chegar viva ao fim do dia de hoje" e não respondi. 

Desejo ter uma casa? Não sei. Me casar? Não sei. Trocar de emprego? Não sei. Ter um carro? Não sei. Ter dinheiro? Não sei. Eu nunca sei de nada. Sou incapaz de decidir qual hamburguer pedir, qual roupa usar, meu mundo é restrito onde só existe eu e minha depressão, ninguém entra, ninguém sabe, ninguém se dá conta.

As vezes eu tenho um vislumbre, me agarro a ele e fico semanas pensando em como seria ser bom se só uma pessoa vivesse dentro de mim, de como queria que minha cabeça fosse confiável. 

Algum instinto de sobreviência me impede de encher a boca de sonífero e dormir... dormir.... sem ter que acordar, quando penso nisso logo vou fazer algo divertido que consiste deitar e ler, ou fechar os olhos e pensar que minha vida é totalmente diferente.

Morro de desgosto de fazer mal a minha família quando penso em desaparecer, sempre penso na minha mãe, as vezes no Marcos porque a vida dele seguiria normalmente, mas a minha mãe... puxa ela só tem uma filha! Em mim eu nunca penso, se existe algo depois de dormir, se sofreria alguma retaliação do além porque eu já sofro de algo inexplicável.

Tomo meus comprimidos, que dão algum fôlego para aguentar mais algumas horas, as horas que ficarei sozinha e poderei dormir, que não precisarei fingir que estou melhorando que precisarei sorrir. Vou a médica, minto, pego mais uma receita e gasto uns 200 reais de remédio para mais um mês. Minha dieta se resume a iogurte e qualquer coisa pronta, não gosto que me toquem, não gosto de falem comigo, meu esforço é que me torne invisível aos poucos até que fique definitivamente.

A depressão não me tirou nada, exceto eu mesma.