sexta-feira, outubro 12

Dia das crianças...

Todo mundo que me conhece sabe que eu e crianças não nos batemos, não que eu simplesmente as deteste (não é isso), mas não rola uma paciência, uma afinidade.
Viajando hoje, eis que uma amostra perfeita de criança-mala senta exatamente do meu lado, como Murphy quer se casar comigo, em pleno dia das crianças, uma remelenta tem que sentar do meu lado e simplesmente encher o saco durante tooooda viagem.
Sabe, essas amostras grátis de gente são engraçadas, como eu ando sempre "montada" cheia de bijuterias, ela inicialmente ficou reparando nelas, depois eu não sei mais nada porque ela ficou pulando, se esfregando em mim e conversando com o irmão todo o tempo, sentava de cada jeito na poltrona que o Kama-sutra fica no chinelo com o que aquela menina fazia...
Arrumei um pomp e coloquei nas zurelhas para não ter mais que ouvir toda aquela bagunça, eis que no ápice de sua curiosidade ela me dá uns tapinhas que eu ignoro e me belisca, dou meu melhor olhar Garfield para ela e a danada pergunta: TIA, TIA QUE QUÉ ISSO QUE Cê COLOCOU NA ORELHA?? Eu digo que é um negocim para não ouvir barulho, e a amostra fala: Ahhhhhh pensei que fosse um MP3...

Eu mereço....

2 comentários:

Rick Basso disse...

adoro crianças. as quietinhas, mudinhas e educadinhas, acho tão lindinhas...

Criptor disse...

Criança é que nem pum, cada um só aguenta o seu.