segunda-feira, maio 18

Rica.

Sexta-feira, dia do adiantamento salarial, penso eu com meu sélebro genial “pegarei somente 150 reals, assim eu não fico totalmente dura, nem arrombo o próximo salário.”

Bêbada mor (vocês já a conhecem de outras sagas) e eu saímos para tomar apenas uma cervejinha, eu essa pessoa que vos escreve estava com 150 dinheiros! Ou seja, uma fortuna imensa!
Dotada de tamanha riqueza e total falta de senso, saímos do primeiro bar e fomos beber um chopps no segundo. Marido de bêbada nos encontra e junta-se a trupe. Saímos para o terceiro bar, onde a cerveja estava meio quente.

Fomos para um quarto bar onde mãe de bêbada nos aguardava, bebemos mais um muito pouco e fomos para um quinto bar onde tinha “música ao vivo e forró”. Desse momento em diante, a coisa já começa a ficar mais interessante.
Levada pelo álcool me torno uma pessoa simpática e dançante. Quem me conhece sabe que dança é o meu forte, nesse quesito sou imbatível! Claro e óbvio, porque além de dançar espetacularmente bem, meu senso de ritmo é apuradíssimo, fazendo de mim uma verdadeira estrela na arte de bailar.

Sendo assim, faceira, simpática e dançante noto que minha incrível maçaroca de dinheiro está diminuindo, mas sem problemas o mundo é bonito e eu sou rica.
Pego meu celular, vocês sabem e eu também sei mas não lembro que pessoas alcoolizadas e celulares são armas potencialmente explosivas. Depois de tentar acordar METADE da minha agenda, ligando a cobrar, claro, afinal senso é uma coisa que possuo em demasia (pior que eles atendem). Não satisfeita pego o celular de my friend para sacanear uma outra amiga do trabs, ela não atende. Vamos beber a isso.

Meia noite: peço delicadamente que retirem aquele dinheiro de perto de mim e enfio no bolso de outrem.
Uma hora da manhã, eu e minha amiga estávamos sem som e sem imagem (vulgo altamente alcoolizadas) e começamos a nos comunicar por bebadês.
Hora de ir embora.

Moto + chuva + eu = maravilha. (não estava pilotando, obviamente eu não conseguia pilotar meu próprio corpo).

Chego em casa toda molhada, puta e reclamona, hora de dormir.
Banho quente + falta de roupa + ventilador bem forte + falta de coordenação para se cobrir = Um CARALHO de uma dor filha da puta na lateral das culuna.

Acordo com um pressentimento estranho, conto meu dinheiro, meeoooooo, para tudo. Só uma PALAVRA a dizer: Quando.bebo.viro.Paris.Hilton.

16 comentários:

John disse...

Se vc vira Paris Hilton eu viro Donald John Trump.
Hahah.

Beijo.

Nana de SouZa disse...

Huahsuahsauhsuhahusuahshu

Gataaaaaaa sei muito bem o que é isso.
Vc até tem um puto namão, mas sabe que não pode gastar e talz; mas com o nível alcoólico no escambau quem vai lembrar??

Quando bebo fico rica!!!
ahsuahsuauhs

Cheiroooo grande

Andarilho disse...

Quando bebo eu fico rico. Mas quando vou pagar a bebida, ai eu empobreço.

Mosana disse...

é triste.. pior q tb fica assim.. acho que por isso tenho bebido pouco.. mas isso irá mudar em breve! huahauhauhauah
kisses

Diferentes Prismas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
pimenta disse...

AhAHAha,vc podia abrir uma continha e pedir uma ajuda de custo ao seus leitores!Só pra cerveja!
A chamada seria assim:
Doe 5,00(não sei quanto custa uma ceva no Brazil)
e veja do que sou capaz!
Vc ia ter uma graninha extra, e o povo ia adorar ajudar vc nisso!
Não é uma boa idéia?
Senti tua falta!Tá trabalhando muito?Acho que é geral, todos estão passando pelo mesmo pobrema,falta de tempo e de grana.rsrsrs.Que merda.Mas graças a Deus passa,É tudo passageiro, menos o motorista e o cobrador.(essa é velha)
bjo

JM disse...

rsrsrsrs

Essa historia eu já vi... rsrsrs

Beijotas !

Saudades !

Mulher Complicação disse...

Existem gatos que nunca aprendem e ratos que tentam sempre uma saida qualquer para comer ( beber )seu queijo ( alcool ) de cada sexta! Hahahaha.. Você é rata, mulher! Juro que quando eu crescer ainda fico parecida com você!
Tá ótimo o post! rs

Beijoocas

Zu - A Inconstante disse...

hauahuahuhauhauhauhauahuah

Cristal...eu choro de rir com suas histórias...e rio alto...to no trabalho e passando mal de tanto rir...as pessoas em volta me olham achando q sou louca...e eles podem pensar isso pq essa é minha segunda semana nesse setor...agora to com medo das consequencias...mas ainda assim não consigo parar de rir...

adiantamento + amiga + alcool = diversão e mês de mtas contas atrasadas


acho q posso viver com isso...q se danem aqueles a quem devo...


saudades guria...beijos

Amanda disse...

Já que já tem um Donald Trump, eu viro Roberto Justos.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Meo, cê não tem noção.
Uma vez gastei o dinheiro da semana toda sem saber como.
Cheguei em casa doida pra comer um acarajé de um real, sentei, pedi e não tinha uma moeda de 10 centavos no bolso pra pagar.
o.o

Diferentes Prismas disse...

olá sumida! kkkkkkkkk


você não poderia alertar os seus leitores sobre os fatos como sendo pura ficção, tudo, exatamente tudo, bate com meus finais de semana, lógico quando estou RICO, kkkkkk
eu tenho uma "PESSOA" que quando chego neste estágio, por mais que eu diga não, literalmente subtrai todas as minhas importâncias, (money)....!!!ainda bem....!!!

ou então eu chego em casa muito bebâdo e escondo minha carteira ,da última vez fiquei um dia inteiro pensando que havia perdido a mesma..!!! kkkkk


um BJÃO em cada banda

i ILÓGICO disse...

só pra te azucrinar...

você se acabando na terça-feira de carnaval, e o povo rindo.
não pare, mas deixa o cash em casa!


bju-te, ó semi!

Anônimo disse...

rica? você? só se for de banha.

Thiago Apenas disse...

"eu e minha amiga estávamos sem som e sem imagem" Puxaram a antena!hauahuahh

Eu mesmo já perguntei 8 vezes a minha namorada se ela estava com minha carteira, isso num intervalo de 30 minutos.

Gerundino disse...

Quando bebo eu viro rico e feliz.. mas acordo pobre e de ressaca

Jadder disse...

Hahahaha...pelo visto mais um ser humano que é acometido pela síndrome de riqueza quando bêudinhoooo!Gostei do blog Paris...