terça-feira, janeiro 11

Malho mesmo.

A academia é uma coisa, eu sou meio fóbica com aquele monte de gente suando, aquela música, aquele clima e as piriguetes meio que sensualizando para os bombadinhos, calça apertada, aquele meião ridículo, calcinha enfiada no cu, essas coisas ferem meus olhos e me tiram o foco.

Ontem fui a noite pela primeira vez, aí estava esse cenário acima, achei péssimo, fiquei mal humorada, suada, irritada e ainda briguei com meu namorado, paciência zero.
Aí acordei as 04:50, é amigos vocês não leram errado, e fui para a academia, meoooo que diferença. Um que só tinha velho e velha mulambento, calçando tênis velho e blusa de político, logo: identificação instântanea. Dois, não tinha música, é porque a música de academia é um cu, eu tenho mp4 se quiser uma musiqueta ouço nele, niqui a televisão estava ligada em um canal de notícias, clima super light, os aparelhos limpinhos, cheirosos e VAZIOS. Em uma hora malhei lindamente, sem problema nenhum, em um bom humor incrível, por isso só posso chegar a uma conclusão: adoro academia, não gosto de seres humanos.


2 comentários:

Luciana Matos disse...

Eu fico pensando:
Meo Deos, como é que a sujeita tem coragem de usar um meião desses e sair toda pimpona de casa?

Também sou muito mais os velhos mulambentos. Muito mais. Pelo menos não há bundas duras pra eu ficar tendo inveja.

'Lara Mello disse...

Querida, também fiz isso, ia a noite e era um inferno, saiamos na mão por um aparelho.. Dai que pela manhã é tudo lindo mesmo! Bju