quarta-feira, outubro 26

Doidimais véi.

Como realizei no post abaixo toda a parada do ser modificado (???? do que eu ando falando gente?? dorgas? Larguei), veio o homem do chocolate vender aqui na recepção, o chocolate dele é maravilhoso... niqui quando eu já pegando o dinheirinho pensando "eu mereço um chocolate delicioso, porque eu trabalho muito, o dia tá duro..." niqui eu pensei êeeeeeeeeepaaaaaaaaaaaaaaaaa, você não se deu conta que é isso o que você sempre faz?
 
Minha mente: Dá um jeito gatinha, muda essa programação mental e euzinha toda trabalhada no positivismo, guardei o dinheiro pensando "mereço entrar na roupa que quiser, sou adulta e não preciso me encher de açúcar para curar meus problemas, meus clientes não se tornarão mais gentis porque estou comendo chocolate."
 
E puft, aconteceu que não comprei. Acho que pela primeira vez. Não me sinto uma vitoriosa porque dizer isso seria palhaçada e não sou palhaça, mas fiquei meio atordoada na hora. Sabe, no fim eu sempre me sinto "ah tive um dia duro, posso comer" e foi por isso que engordei. Gente, só pra entender, não falo aqui de comida como pecado não, comida é delícia, comida gostosa, bem temperada é maravilha, sem falar que a gente precisa comer mesmo, falo dessa comida tapa buraco que a gente come e nem sente o gosto porque o importante é se encher entendem? 
Me senti satisfeita e responsável, como se esse tipo de decisão nunca tivesse a minha disposição... e sempre esteve.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

3 comentários:

Lília disse...

Cristal, eu tb estou aqui do meu lado aprendendo, mas é difícil pacas! Quando a gente vive na teoria da compensação é uma merda, pq queremos ser compensadas imediatamente e aí a comida entra de sola!

Eu tive uma terapeuta que dizia que o mau da comida, é porque ela era uma vício lícito. Se você é viciado em comer... vc come no elevador,no ônibus,até no banheiro se der mole!

Acho que a mudança de consciência é legal mesmo! Fico feliz por vc!

Beijo Grande

BETA disse...

Cristal, com essa história de comer pra compensar e me fazer feliz, fiquei num grau avançado de obesidade, o q me levou a ter que fazer uma cirurgia bariátrica. Esta cirurgia, feita recentemente, complicou e me deu muito trabalho. Por passar anos, mandando tudo pra dentro, agora tenho q comer feito passarinho, com sacrifícios. Aprender a dizer não, e não cair no canto da sereia da comida pra te fazer feliz é um desafio enorme. Mantenha o pé firme! Essa vida de gordices não te pertence!!!]
Um grande beijo!

'Lara Mello disse...

O problema não é você vencer pelo um dia, é vencer sempre, senão todo o trabalho será em vão, se você não come em um dia, e como em outro, pode até fazer diferença, mas não será grande, entende?