sexta-feira, março 2

Algumas constatações...

Rio de Janeiro, linda maravilhosa, até que enfim consegui meu bronzeado de tijolo, fui para a praia no meio da semana, praia vazia... lindura de Deus.

Minha vida é absolutamente maravilhosa, minhas coisas se encaixam em perfeito espaço de tempo, minha ansiedade infelizmente me cega para esse fato.

Estou ansiosa pelo novo trabalho, ansiosa para ajeitar as coisas da faculdade, fumando mais que deveria e divagando sobre coisas que deveria pensar seriamente.

Tenho uma confiança nas coisas que me assusta, como se tudo o que quero estivesse somente esperando eu esticar as mãos, me preocupo com coisas pequenas como a compra do desodorante ou se a toalha nova que comprei deveria ser verde ou azul, comprei verde para combinar com meus olhos.

Permaneço com meus sonhos megalomaníacos enquanto minha mãe pergunta se terei dinheiro para pagar minhas contas e eu apenas sorrio, as coisas já foram bem piores.

Marcos sempre presente apoiando tudo e me puxando para a realidade quando enlouqueço querendo comprar coisas inúteis que não preciso como aquela linda bolsa de pano por apenas cento e oitenta e cinco reais.

A verdade é que me conheço cada vez mais, sei que sou muito entusiasmada com as coisas menos práticas, me cansa pensar em contas quando me lembro que sempre as pago em dia.

Não tenho medo de me apertar, tenho medo das coisas simples que me acostumei a gastar litros de dinheiro, maquiagem, perfume, mesmo sabendo claramente que tenho coisas demais e uso de menos.

Tenho pequenos medos tão bobos que rio de pensar neles, se as pessoas no novo trabalho me acharão engraçada, como todos sempre acham, se demorará tempos para arrumarem apelidos idiotas para meu nome...

O resto não me apoquenta tanto, não tenho um monte de coisas que já não tinha e nunca me matei por isso.

Apesar de ser uma cagona, sou muito corajosa do meu jeito.

E sou feliz a maior parte do tempo, sou genuinamente feliz... a maior parte do tempo.

Ah e também sou foda.

3 comentários:

iILÓGICO disse...

é! e é mesmo...

Nós disse...

Adorei o post e queria me conhecer assim, tão bem!

beijos

Madame disse...

O tempo passa e a gente vai conhecendo mais esse "desconhecido" que é a gente.