quarta-feira, março 27

Rá.

Hoje quando achei que o mundo ia desabar pensei comigo, êpa êpa êpa/Vera Verão e fui despindo a capa da auto comiseração. Voltei a fazer o jogo do "e daí?" e daí foda-se my friends.
Não se trata de uma virada da hora que tudo se ajeita, mas é só meu jeito de lidar com as coisas que não sei lidar.

Tá tudo ruim? Opa de forma alguma, meu cabelo continua bom e disse Vânia que nunca mente que estou mais MAGRA e mais bonita da última vez que me viu no Rio, então pra que reclamar? Reclamar do que? Das contas? Serão pagas, das férias no fio de nylon? Bobagem, tenho a vida inteira para tirar férias, ou não. Posso sofrer por isso? Sem dúvida. Mas não vou morrer.

Hoje não chorei no banheiro da empresa, hoje me esforcei para conseguir ser o supra sumo da gentileza com todos a minha volta, incluindo meus clientes malucos. E fui. E foi ótimo pra mim. Não pensei que não vou ganhar ovo de páscoa, que passarei o feriado em casa podendo dar um pulinho ali no Rio, mas se eu pudesse faria, portanto não o faço porque não posso e acabou-se o drama.

Nunca dei muito valor a algumas datas, antes eu amava os feriados porque eram os dias que passava com Marcos, antes dele eram dias que me revirava na cachaça e antes antes antes disso era uma folga no trabalho, vai saber.

Desejei ótimo feriado a todos os meus clientes, farei o mesmo amanhã e vou curtir meu ócio por aqui linda e maravilhosa caminhando pelo meu apartamento.



Nenhum comentário: