domingo, abril 14

Não consigo.

Fazer nada. Tudo o que olho parece que está a ponto de esvair aí me dá uma vontade enorme de chorar, aí sento e fumo, fumo e penso em como eu deixei as coisas chegarem nesse estado. Deveria ter feito muitas coisas antes de chegar no fundo do poço, e agora que cá estou tá sendo uma merda sair.

Eu nem consigo lavar a louça sem ter quase um treco, e olha que estou com a caveira cheia de remédios, não era pra ser assim.

Nenhum comentário: