segunda-feira, novembro 11

Do direito de ficar puta de vez em quando.

É notável meu não direito a ficar puta de vez em quando, preciso agradecer aos céus, me lembrar do quanto já conquistei, como a vida é bonita e como vivemos uma vez só e lalalalalallalala

Só que eu quero o meu DIREITO de me emputecer de vez em quando, posso ter meus motivos POSSO NÃO TÊ-LOS, posso até inventá-los.

Posso dizer um milhão de coisas que tornam minha existência um pouco mais difícil, só que escolho sublimar e ver pelo melhor lado, mesmo quando estou pobre, quando tem um vazamento no meu apartamento, quando as coisas não saem do meu jeito.

Eu tomo remédio, faço minhas orações, só que tem hora que não dá. Não dá. Você olha as coisas vê as coisas e não pode falar nada, seu emprego é uma bosta, mas aleluia pelo menos ainda temos emprego. Várias coisas ruins acontecem, mas aleluia poderia ser pior.

Foda-se o pior, hoje acordei virada na putaquepariu e não tô nem um pouco a fim de positividade.





2 comentários:

Sarah Sol disse...

Esfaqueia um travesseiro...

Andréa disse...

Caraca, é assim mesmo. E, o pior, com a idade, aumentam - e muito - os dias em que você acorda assim, porque cada vez fica mais fácil apertar o botão do F***-SE.