domingo, dezembro 8

A Crise dos 30

Entrei na crise dos 30 aos 27 e nunca saí dela. Não tem nada a ver com o fato de eu ter tido depressão e outras coisas é só aquele questionamento eterno de "onde vou, onde estou, aqui é bonito?"

Nunca imaginei a vida aos 30, porque nem achei que chegaria a tanto, mas não me parece com nada disso, não quero dizer que no Rio em MP ou no inferno era melhor que antes, nem que tive planos frustrados porque não os fiz (eu apenas os sonhei) só fico com aquela impressão de quem espera a colheita de quem não plantou nada. É fato de que corri demais, trabalhei bastante e fiz o melhor e culminou no ponto que estou hoje.

Mas qual é o ponto que estou hoje? O que tenho além de um monte de cosméticos e uma casa pra pagar o aluguel? Eu tenho um namorado, uma família desequilibrada, nenhuma reserva financeira, e como sempre não posso falar sobre essas coisas porque as pessoas tem sentimentos. Dos quais obviamente eu preciso respeitar. Mesmo que isso signifique passar por cima dos meus.

Muito tempo não sou aquela pessoa destemida que faz e acontece, só sou alguém que sigo a maré, não tem muita coisa que decida na minha própria vida, elas são decididas devido as situações que se apresentam...

Daí que eu preciso me lembrar quem sou, vamos ouvir uns funk carioca pra começar, foda-se.

Um comentário:

Sarah Sol disse...

Eu entrei na crise dos 30 aos 20 anos...e quando chegar aos 30 provavelmente terei cansaço mental de 50...kkk