quinta-feira, dezembro 5

Leitura Obrigatória - Sidney Sheldon

Quando li Agatha Christie a primeira vez, meio criança meio adolescente (minha mãe sempre foi uma leitora voraz também) confesso que não me animei, como não animo até hoje, ao contrário de Sidney Sheldon.

Lembro até hoje que comecei com Se Houver Amanhã, que pra mim, junto com O Reverdo da Medalha, são os melhores, li todos, inclusive os pós mortem.

Sidney Sheldon tem um jeito especial de criar suas heroínas, todas as mulheres dos livros são simplesmente espetaculares, cada uma com sua características especial, não são mocinhas padrão, todas tem alguma falha no caráter ou um passado nebuloso.

Se você ler todos os livros dele, perceberá que nada é o que parece, nunca, nem o assassino, nem a mocinha, depois que você acostuma com o estilo todo o restante de livros do gênero "romance" perdem a graça. Eu digo todos no gênero dele. Sou fã, tive muitos livros e doei muito, praticamente tudo, por saber as histórias praticamente de cor. Em mil anos de leitura, creio que com Os Pilares da Terra e Os Catadores de Conhas, foram sem dúvidas os mais relidos por mim.

Acredito que todas as pessoas que tem o hábito de ler ja leram algo dele, acho que encontramos livros de Sissi até na padaria.

Queria escrever mais, mas preciso estudar. Ótima dica de leitura. Sei que muita gente não tem o hábito de comentar, mas quem já leu pode me dizer qual livro mais gostou Só de curiosidade quero saber, nem é pra render nada não. Aqui nesse blog não tem sorteio de bosta nenhuma. Fiquem a vontade.

4 comentários:

24por7 disse...

Se houver amanhã é o best of do Sidney Sheldon. Amo muito. E olha que sou das frescas intelectualóides que acha que entende de literatura.... rs

Cristal - a pedra que fala. disse...

24 rá eu era esse tipinho de "viajada no mundo intelectual da literatura" até o dia que percebi que não entendia nada que lia hahhahahahahahha.

Temos um ponto para se houver kkkkkkkkkk

Aline disse...

Eu sou da turma dos que não comentam! :)
Amo Agatha, não tanto o Sidney, mas o Se houver amanhã é bom! Te indico E não sobrou nenhum, da Agatha. Amo amo amo! Beijundas

Unknown disse...

Se houver amanhã eu li com uns 13 anos (hoje tenho 37) e eu amei!!! Sidney Sheldon só deixou de ser bom qdo morreu e entrou uma fia pra terminar A senhora do jogo que ficou uma bosta. Harold Robbins é velho e excelente também.