quinta-feira, dezembro 5

Muito melhor

Parece uma declaração bipolar, mas não é.

Vou fazer 29 anos em janeiro, andei refletindo muito na vida e cheguei a duas conclusões, andei fugindo demais, pensando demais, fazendo menos e seguindo demais.

Não quero fazer isso para o resto da vida. Não sei ainda como vou mudar isso, mas vou.

Dificilmente eu falo "nunca mais" nem mentalmente, nem em palavras, porque se eu disse é fato que vira um nunca mais, hoje passei por uma situação no trabalho e disse que nunca mais passaria por aquilo NA VIDA.

Esse é um novo começo, partindo de mais um "nunca mais". Depois conto que houve, está muito fresco e estou com uma raiva federal.

Nenhum comentário: