sexta-feira, março 7

Estou cada dia melhor, os progressos são pequenos, mas incentivam outros progressos.

Estou reaprendendo a ter fé, fé pura e simples, nada a ver com religião. Tudo na minha vida deu certo somente acreditando que daria, mesmo que não tivesse a mínima e mais remota ideia de como aconteceria. Planejei pouquíssimo, virei vendedora por acaso, Marcos me achou por acaso (entenda acaso como não planejado) mudei para Rio por acaso, mudei para Minas com uma frase. A depressão retira muita coisa, mas a fé é a principal, você não consegue acreditar em nada, nem que vai dar certo e nem que vai dar errado, é como se desligassem um botão.

Eu comprei dois livrinhos, um de oração e o momentos de sabedoria, me obriguei a fazer orações simples e só ler uma mensagem, fé é igual exercício físico, tem que manter para ter resultado, fui me sentindo muito bem de relembrar que tem algo (chame de Deus se quiser) está cuidando de mim. Como sou muito carente só de pensar que qualquer coisa cuida de mim, me sinto segura.

Tenho oscilado, normal, mas me mantenho mais pra cima do que pra baixo.
A situação que tudo que sinto, sinto muito, então quando estou para baixo estou dando um passeio no inferno, e escrever me tira muito de dentro da cabeça, então escrevo mais sobre coisas ruins do que coisas boas, mas coisas boas acontecem, mas eu esqueço de mencionar kkkkkkkkkkkkkk.

Não fico mais eufórica ou ansiosa demais, primeiro sintoma que a queda vem a cavalo, mas me sinto segura de dizer como me sinto, isso está me desoprimindo, a aceitação de que as coisas nem precisam andar do jeito que quero, minha mãe se recupera maravilhosamente o que me faz acreditar ainda mais que o mundo gira, para melhor, ela está sem beber, engordou e anda muito ativa. Ando rezando ao The Secrets fervorosamente para ganhar uma grana e poder quitar as pendências dela. E vai acontecer muito em breve.

Sempre "brinquei" muito com isso, mas tenho a absoluta certeza, que as coisas simplesmente acontecem.


2 comentários:

Nádia Galdino disse...

Essa frase do desenho, meu pai vive me dizendo...

Também costumo escrever mais sobre coisas ruins, tanto que dei um tempo do meu blog haha... mas que bom que coisas boas têm acontecido com você também, inclusive com sua mãe!


FÉ com certeza é a palavra, se ela for maior que os medos, tudo fica bem



:* e se cuida!

iILÓGICO disse...

Piiiiiiiiii....