segunda-feira, novembro 2

Na internet você acha tudo, mas não acha porra nenhuma.

É uma merda ter que ler um artigo quase inteiro para se dar conta que ele NÃO vai te informar lhufas do que você procurou ler.

Sempre procuro "novidades" sobre depressão, ansiedade, auto controle.... e só me deparo com mais do mesmo, informações mastigadas de qualquer jeito, cuspidas e publicadas com bons títulos e ares nobres que não informam nada. Aliás estou supresa com cada vez mais deseserviço nessa joça, é tanta, tanta informação errada e dados cruzados nada a ver tipo "pessoas que tem cortina azul tem mais chance de sofrerem depressão quando adultas".

Estive me perguntando ainda a pouco quantas coisas temos que ler até chegar a um ponto razoável de observação e termos o senso crítco E o bom senso para aceitarmos ou não tal informação? Na política é enojante o tanto de informação tendeciosa, mas isso já sabia.

Resumindo minha discussão com o Marcos esses dias, as pessoas cada vez replicam baseadas em opinião e não em informação / fato.





4 comentários:

bruna disse...

meu fato sobre mim e sobre depressão é que eu simplesmente sempre me senti assim e nenhuma porra de remedio me fez ficar bem feliz e ver os passarinhos da cinderela cantando :P nenhuma merda de terapia me ajudou a melhorar nada e infelizmente tem conta pra pagar e a anta aqui não consegue sair da cama e parar de sugar a própria mãe. belas bosta depressão e ansiedade, me encheu o saco já.

bruna disse...

ah sim. e realmente não tem nada que preste. nem depoimentos de quem usa/usou tal remédio tu acha pra ver PORQUE aquela merda não funcionou contigo. desisti já.

Cristal disse...

Bruna: muito interessante isso de se sentir sempre assim, não interessante de legal, digo de interesse mesmo, eu mudei com a depressão ela me aglutinou e quase virou eu, eu sou medicada e não... os unicórnios nunca visitaram minha casa, não fiquei disfuncional com a depre então permanço trabalhando, me arrastando alguns dias, acho que algumas medicações previnem crises intensas que podem estar a espreita e só, tambem não coloco meu milagre no potinho.

bruna disse...

Eu leio teu blog há muito tempo Cristal, só nunca comento, e vejo o quanto tu trabalha e te esforça sempre pra conseguir o que precisa/quer. Isso é admirável, mesmo. Eu acho que mesmo quando tu posta algo sobre te sentir um lixo, tu é uma pessoa muito fora do normal, no sentido de ser acima da média. Eu não sei porque eu sou sempre assim... Ninguém entende também, mas em 23 anos de vida nenhum médico ou intervenção familiar conseguiu dar jeito. Claro q eu já passei anos trabalhando (esse é o primeiro ano q tenho férias de verão em mto tempo por ex. E pq to desempregada, na verdade), mas sempre parecendo um zumbi e não fazendo nada sem ser assistir televisão ou sair arrancada de casa pelo ex namorado/amigas.. Eu passei os últimos anos morando sozinha, e devido a remédios e doencinha eu sofri um acidente em casa e meu pai ficou me supervisionando comer/tomar banho por uma semana, depois um mês com a minha mãe... E agora to com ela de novo, e querendo ou não ela faz com q eu me alimente, tome banho, limpe isso ou aquilo, saia de casa... Só pra constar pq acho q não ficou claro, eu sofro com anorexia desde os 13 anos, vai e volta, e quando volta invariavelmente acaba em alguma ida ao hospital e eu fico um tempo em observação (dessa vez num desmaio quebrei nariz, dois dentes e tive queimaduras de segundo grau -quase terceiro- na perna).. Mas é bom saber que teus remédios não te fazem ver unicórnios - geralmente é a ideia q os psiquiatras passam, q a vida vai ficar 'leve e linda'. Ou eu só achei médico ruim mesmo. Beijo, :*