domingo, dezembro 25

Sempre soube em algum nível.

Sempre soube em algum nível, de consciência, de experiência, de intuição que voltaria a escrever assim que tivesse um trabalho ou alguma coisa voltasse a fazer sentido na minha vida.


Eu aprendi uma coisa nesse longo e tenebroso inverno mental, que a grande sacada é você fazer as coisas no meio das crises, é você escrever quando está bad, é você ser educada quando não são com você, (jogar uma macumba depois pode), manter uma alimentação saudável, fazer as coisas quando você não quer fazê-las ou acha que não que não consegue, a maioria de nós desiste sem tentar mesmo, é um fato, você é assim.

Isso não é textinho de disciplina, The Secrets, motivacional, nada disso, apenas lembre que, se conseguir manter uma rotina mais ou menos normal quando as coisas desandam é mais fácil que não desabe tudo e quando você se der conta, está gorda, estressada, doente de alguma coisa, sem rotina, sem se formar na faculdade, pobre, por causa de um item que foi retirado do seu estado de normalidade, como naquele jogo pega varetas onde tudo cai quando a vareta errada é movida.



Acreditamos que "as tristezas não andam como espias mas sim em batalhões" - Hamlet, porque a verdade é que nós criamos essa própria destruição em massa, é uma mentira essa coisa de "tudo acontece ao mesmo tempo" é óbvio que a vida não para, mas se você não resolve um problema quando chega outro você acumula e assim daqui a pouco você tem 153 problemas a resolver... quando seria mais fácil dar conta de um assunto e não de vários. Em um efeito cascata você, (nós) briga com o marido, come demais, xinga no trânsito, faz seu trabalho mais ou menos... isso tem resultados cumulativos, além de ser desagradável viver dessa forma, ninguém explica que os dissabores se acumulam como areia, como um câncer, elas literalmente acumulam, fica mais fácil empurrar um pouco daqui e dali, do que pegar um problema por vez e resolver. 

Somos seres unos, não é compartimentar a cabeça de forma que você seja um em cada ambiente, apenas dar espaço e tamanho exato para a dor ou emoção que sente, tem gente que sente na mesma intensidade um esquecimento de data importante e o fato da fila estar grande no Burguer King (💙), por favor, por isso que em uma situação de sentir tudo, muita raiva, muita aflição, nosso sistema uma hora pira e para (do verbo PARAR) de sentir qualquer coisa, aí você pode ou não estar em um estado depressivo, não posso te diagnosticar mas é quase causa e efeito, aprendi também a prestar atenção (esse é assunto para um outro post, mais longo) porém se tratarmos cada caso isoladamente (nossos problemas do dia a dia), dermos o tamanho exato, e  aprendermos a deixar as coisas acontecerem e no lugar devido, meus problemas no trabalho não devem ir pra minha casa, pra minha cama, como minha cama não pode vir para o meu trabalho.

Não se abandone no meio de qualquer crise, tente criar o máximo de rotinas possíveis e se force, mesmo que muito a contragosto a não se deixar levar pela situação, você verá que quando a crise passar você terá menos coisas para resolver e, talvez evite outras crises.


Nenhum comentário: