sábado, julho 22

Breves histórias em pequenos capítulos 1

Essa sem dúvida não foi a pior crise de nada que já tive, depressão, desespero, angústia, carência, não, não foi a pior, porém, certamente foi a mais confusa.

Eu pensava estar bem em algum nível mas não consegui estabelecer qualquer parâmetro para visualizar se isso era real ou minha grande esperança em não sucumbir. Vou trabalhar, exerço algum trabalho volto para casa, como e durmo. Tem temmmpooos, Ih ó que nenhum tipo de pensamento suicida me assola.

Tudo é desordem, pensamento descoordenados, planos abortados, planos refeitos e rejeitados, existe uma grande pressão para eu voltar a ser quem era, sem perceber que no momento sou essa pessoa, essa pessoa que não é a pessoa do passado, sem dramas, sem julgamentos, os tempos são outros (esse texto merece mais atenção) então é isso. Por enquanto...

Nenhum comentário: