terça-feira, fevereiro 20

Texto tá difícil de entender! Aviso logo.

Um texto com muitos parêntese nunca é bom, mas foi esse texto que deu pra parir hoje.



Não temos uma sensação equilibrada para com outro cerumano, normalmente nos sentimos mais ou menos importante que os outros em determinados assuntos.

Aconteceu uma situação na minha vida ontem, bom, vamos por outro pedaço que veio o texto, tudo ou quase tudo que eu acreditava como certo sobre minha personalidade veio ruindo nos últimos anos (o que acho ótimo! Enquanto pessoa, me sinto muito mais gente hoje que uns anos atrás), porém para essa desconstrução, ou talvez com a maturidade mesmo (rá, duvido) é doloroso tomar na cabeça vezes seguidas até perceber que a gente não é melhor que ninguém, todo mundo sabe que não é melhor que outra pessoa, pode no máximo ter conhecimento em um determinado assunto ou tem um talento diferente, mas não o faz melhor pessoa por isso, porque somos todos iguais enquanto base.

Mas é fato que nos sentimos melhor que outras pessoas, ou pior, eu oscilava entre uma megalomania do "isso nunca vai acontecer comigo" com o triste e deprimente "isso acontece o tempo todo comigo".

Me sinto melhor não sendo a melhor, porque isso me faz me esforçar para alcançar algo, mas também me deixa com baixa tolerância para as pessoas que vem atravessando meu caminho, não tenho mais (nunca tive, mas achava que tinha) paciência para achar que o outro está também "em uma batalha interior", "cada um tem seu inferno particular", sei lá, cansei, leva seu inferno pra lá, mas por favor, por favor, não atrapalhe minha vontade de querer evoluir.

Ontem, quando o fio do medo atravessou a espinha, deixou aquela sensação ruim de bolo no estômago, voltei anos na mente, nos sentimentos e só percebi quando já havia colocado a enorme pedra por cima da emoção, pensei claramente e calculei mentalmente se seria capaz de pagar o valor e já sabia que a resposta era não.

Esse é um dia, que quando olhamos para trás, do futuro, sabemos que naquele instante, tudo já havia mudado e que a partir dali, somente a frieza de quem já sobreviveu mais vezes que gostaria sabe.



Um comentário:

Links disse...

minha filha, na hora que o texto fica bão vc termina???
Volta aqui contar o resto dessa historia!!