terça-feira, abril 8

Me, myself and my money… Part II

Sempre acho que vou sucumbir quando invento alguma idéia nova e cismo de colocar em prática, ultimamente tenho vivido ansiosa, querendo resolver tudo de uma só vez, nesse exato momento estou mastigando um monte de balinhas para ver se essa sensação passa, hoje eu vou falar sobre como realmente consegui chegar a minha hecatombe financeira...

Primeiro eu tive que fazer a parte mais dolorida, puxar um extrato mental de quanto tempo eu vinha empurrando minha vida com a barriga... cheguei a conclusão que quando a gente começa a fazer isso em uma área da vida, as outras acompanham, por exemplo: estou sem dinheiro para comprar uma bolsa nova, mas eu realmente preciso de uma bolsa porque a minha velha rasgou (defina precisar) e quando não consigo comprar o que quero, fico ansiosa... quero comer e quanto mais como, mais gorda fico e engordando eu preciso comprar mais para ficar feliz e aí fudeu com o ciclo...

Sou extremamente imediatista, sou uma pessoa de desejos imediatos, prazeres instântaneos, sou daquelas que vê uma vitrine e é influênciada, que compra porque gosta, pelo prazer de ter. Eu sou ambigua nas minhas escolhas, ao mesmo tempo que sou muito muquirana para colocar créditos no celular por exemplo, posso comprar mais 10 pares de brincos, se assim eu achar interessante...




o problema é que minhas finanças não acompanharam minhas pequenas orgias de compras e já tem algum tempo que eu venho enfrentando alguns probleminhas, protelando e aumentando os prazos no banco, aceitando todos os cartões e limites do bancoe gastando como se não houvesse amanhã, mas o amanhã chegou e cobrando juros! E eu tinha duas alternativas, ou eu fazia alguma coisa... ou eu fazia alguma coisa.

Voltando a causa, verifiquei que essa atitude tem muita ligação com o fato de eu querer/não querer a ressponsabilidade da minha vida... enquanto eu compro um par de sapatos, não lembro que preciso guardar dinheiro para meus cursos ou que posso precisar desse dinheiro para outra coisa mais importante. Tirando as responsabilidades da minha mente eu posso ser neglidgente e inconsequente, posso voltar a época da minha vida que eu não precisava sequer pensar em como a comida ia parar na minha mesa... uma sensação falsa de paz invade minha mente, mas eu no fundo sei que é falsa, afinal eu estou acabando com minha liberdade fazendo isso.

Minha atitude no começo da semana foi: Veja quanto está devendo!!! Cheguei próxima a 2 mil reais, que é até bem menos que eu imaginava, mas como só vinha "fazendo manutenção" das contas, elas estavam sempre lá esperando... e tals.
Como não posso chegar perto de um caixa eletrônico ou gerente de banco, pedi um vale aqui na empresa para ser dividido em 4x, o problema é que o valor foi pequenino, mas não tem juros (yuhuu), com essa grana eu vou pagar uns "perfumitchos" no cartão que comprei ano passado (carái), assim fico com uma dívida a menos....

Tive uma recaída no final de semana e comprei um "organizador de bijuterias" mais um dos famosos necessários desnecessários e outras coisas como sorvete do McDonalds e uma caneca, tudo isso não passou de 15 reais, mas mesmo assim eu não deveria ter comprado, fica a sensação de culpa e de não estar fazendo o que foi prometido.

5 comentários:

Rogerim disse...

Ei, Cristalzinha!
eu também sou muito imediatista.. pra mim não tem "semana que vem entro na academia" ou "no ano que vem minha vida vai mudar". pra mim tem que ser tudo pra já. se quero ir à academia, vou AGORA, se quero q minha vida mude, eu faço no momento também...
agora... quanto a comprar uma caneca... poxa, que legal.. adoro canecas, hehehehe

Cansei de ser abduzida disse...

Isso é um mal do consumismo e sei como é difícil, eu tb tive que acordar e pensar e agir.. colocar as contas no lugar... eu pastei.. pastei muito.. e consegui.. vc tb vai.. vou ficar torcendo!

bejos. te cuida bem!

.Ná. disse...

Puts, cÊ tá falando de mim, né?! Só PODE ESTAR FALANDO DE MIM! ahuhauhauhauha....
Ai, meu consumismo tá sendo brecado aqui tbm...mas têm dias que eu como muito só pelo fato de querer gastar e não poder. Daí eu fico gorda, vou um dia na academia, no outro eu nao vou e daí eu já fico de mal humor porque, além de pobre, eu to gorda e sem tempo.
BJo

Titi disse...

Fiquei um tempo pensando qdo eu iria fazer algum comentário e me apresentar.Hoje eu vi que era um bom dia(creeedo).
Compras...compras...comida...compras...
comida....
Um dia de repente....Tel do gerente e vc é obrigada a ver o extrato.
Fica assim não...
Parece que vc está até contando minha história.
A boa é que ,você vai sofrer, vai deslizar(caneca?caixinha de bijoux?), vai enlouquecer ,mas vai dar conta,viu?
Abraços.

Cristal - a louca. disse...

Roger: Simplesmente triste esse imediatismo, mas é bom que pelo menos a gente fala que faz... vai lá e faz. (se fode depos... mas tudo bem heheh)

Cansei: E demorou muito?? Parabéns :)

Ná: Nem me fala, estou de olho em uma bolsa nova e quase rasgando os pulsos com os dentes por não poder grrrr.


Titi: Vc entonce já deu um pulinho aqui, né? hehehe.
O bom é que se a gente estiver realmente disposta, a gente consegue... pode ser um papinho muito auto-ajuda, mas é verdade :)

Beijundas para todos =]