segunda-feira, dezembro 8

A era dos cachorros "filhos".

Aê cambada, cansei de me desculpar aqui no blog dizendo que “não é nada pessoal” quando queria escrever algo bem cabuloso que eu penso, portanto se você se enquadra em alguma situação que eu por acaso posso escrever, não quer dizer que eu acho você imbecil e sim a situação, é bastante provável que eu até goste de você =] Portanto vai ser a última vez que eu escrevo assim “me desculpando”.

Eu tenho pavor de algumas coisas e uma delas é essa nova moda de cachorros que fazem parte da família. Como se fosse um filho, algo mimoso e bem fófis que você só falta beijar na boca, às vezes nem falta. Cachorro pra mim é aquela coisa amigona que você brinca de dar porrada e ele de te morder, ele faz todas as firulas quando você chega cansado e você quando está bêbado abraça e conversa com ele. Isso pra mim é saudável.
Mas.... tá na moda essa coisa de roupa de cachorro, chocolate de cachorro, spa de cachorro e coisas toscas para cachorro.
O ser humano essa coisa imbecil que você e eu somos, tá tão na merda de relacionamentos humanos que passa para o cachorro a carência de afeto que sente. Só que eu acho isso uma moleza, afinal a única coisa que um cachorro pode fazer para te decepcionar é cagar fora do lugar e te morder. E é só. Agora os humanos... não são previsívéis. Por isso é emocionante!!!!! O seu melhor amigo pode te trair, você pode tomar um pé na bunda da sua namorada...

Todos os dias quando você chega seu cachorro está feliz, te ama, e te baba todo. Por isso ele é o cara. Mas não faça trocas injustas. Um cachorro é um cachorro, gente é gente. Tem tantas pessoas encarceradas atrás desse micro que gostaria de fazer amigos, sair para conversar, contar piadas e rir! E você aí lambendo esse cachorro nojento, falando com ele como se ele te entendesse e esperando o dia que encontrará um namorado como um que só te obedece e te ama. Viver é arriscado minha gente, todo o mundo é uma caixinha de surpresas/josefklimber e é isso que é legal! Eu também tenho (tá lá com a minha avó) e ele foi atropelado uma vez, ficou todo fudido, cuidei, gastei uma baba com veterinário e o puto mesmo com pedigree só vive na rua se enlameando. Fico muito alegre quando o vejo, mas ele jamais substitui nenhum dos meus amigos.

Que mundo é esse que vivemos onde as pessoas reclamam da falta de carinho e gasta todo o que tem com um cão e chutam as pessoas na rua? Não é de hoje que eu falo esse monte de merda coisas e normalmente as pessoas me respondem dizendo que os animais nunca traem nem abandonam a gente. Claro né dedé, é isso que eu chamo de segurança emocional. Dependência emocional. Certeza de reciprocidade. Tomar um NÃO no meio da cara dói, eu sei, mas oi? A vida é assim porra. Às vezes rola um sim, na maioria das vezes rola um não e se você não agüenta ser rejeitado, compre um cachorro e faça dele seu filhote.

Enquanto isso eu vou aqui, na minha montanha russa emocional, tomando várias lambadas da vida, me embebedando e dizendo que meu cachorro é o mais lindo, mas é só um cachorro.






Meu cachorro te despreza.

23 comentários:

JM disse...

Porra pior essas pessoas com as frases prontas dizendo que o cão é o melhor amigo do homem ! tsc...

Deixa o tótó uma semana sem comer para você ver só... mas seu amigo você pode deixar sem comer... os meus vão dizer:

- Jota seu fdp !

E só ! Não vão me morder... se me morder eu dou um soco também ! rs

Bjs !

Andarilho disse...

Eu gosto de cachorros.

De pessoas, as vezes eu gosto. Mas a maioria eu detesto mesmo.

Andarilho disse...

Não se preocupe, continuarei a dar uns pitacos por aqui.

Rodrigo disse...

Cristal, vc viu a campanha anti-lugar comum no meu blog? Poxa, é quase uma post-irmão desse seu.
Mas falando sério. Tenho que reconhecer. Eu tive um cachorro meio filho. Era um cocker spaniel. E era CHATO PRA CARALHO. O cachorro não sabia se portar como cachorro. A gente não podia "excluí-lo", e deixá-lo no quintal, ele ficava puto. O cachorro avançava em quem quisesse, vivia vestido e penteado.
A gota d´água foi quando meu filho nasceu, e o cachorro teve uma crise de ciúme, queria moder o neném de qualquer jeito. Coitado, foi embora na mesma semana.
Hoje eu tenho um cão novamente. Mas esse tem tamanho de cachorro (é um golden) e sabe que é cachorro. Fica sussa, no quintal, sozinho e adora todo mundo. Pula na gente e deixa qualquer roupa coberta de pêlo.

Mysterious Ways disse...

Tô com vc. odeio pessoas que ao invés de encher a mesa de uma criança de comida, fica tratando cachorro a pão de ló.

Adoro cachorro, mas ele tem o lugar dele.

Ei, vamo bebê sim, mas sóseforagora ! Topa?

Amanda Maron disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
tá, tá bom. eu tenho que admitir que tbm odeio essa nova moda, mas fui obrigada certa vez a batizar uma cadela pra agradar minha querida sogra.
hoje em dia ela me odeia e a cadela nem sabe que eu existo.
simples assim.

Brescia Magalhães. disse...

cara...
minha mãe sempre me disse que tudo que é de mais, passa.
inclusive cachorro.
mas pra ser sincera, sem roupas e exageros maricas, eu gosto mesmo é de gatos. eles sim te desprezam!!! rsrs

Ana P. disse...

Cara, até o seu cachorro faz a egípcia pro mundo! HUAHUAHUAHUHAUHAUHAUHAUHUAHUA!
Tenho amigas que tem os cachorrinhos como filhote, eu nem reclamo nem falo nada, às vezes acho estranho, mas cadum cadum.

Eu só acho que se eu pudesse ter um macho pra me morder ao invés de um cachorro, eu certeza ficaria na primeira opção!

[off topic total: existe alguma explicação plausível para o link do seu blogue???? eu já tinha essa curiosidade há tempos e nunca tive coragem de perguntar pra não levar patada. mas visto a atual conjuntura dos fatos vividos... foda-se, eu sou uma futura jornalista, não posso reprimir minhas curiosidades, AHUAHUAHUHAUHAUHUAA]

BETA disse...

Adorei muito isso... de fato tá ficanco além da conta. Tava eu na pizzaria dia desses e uma família com o cachorro circundando a mesa. Ei?! A gente é obrigada a comer com o cachorro em volta? Engraçado q fumante tem q fumar fora do estabelecimento, mas o cachorro pode co-habitar com os humanos, né?
Vida Louca vida...

erika disse...

O cachorro da foto é op teu mesmo?

Bom...Então,gostei do texto.Sempre tive medo de cachorro, até o dia em que eu ganhei uma cadela, ai ela morreu. Ai eu ganhei um poodle chato pra caralho que comia meus sapatos e mordia meu calcanhar.Ai ele morreu. E a pouco tempo tenho Sophya,uma rotwailler, que deveria ser um cachorro plantado. Mas ela acha que é um poodle.Super fofa, super meiga, maãããss..dorme no quintal, come ração e apesar de achar que não, ela é sim uma cadela.

Raposa disse...

Achei este site ontem e acredito que se enquadre na sua revolta de hoje (ou ontem...)
é uma série de tirinhas do garfield, só que sem o garfield, pra mostrar como o John, dono do gato, é uma pessoa triste, paranóica, solitária e esquizofrênica. Ri um tanto, mas só quando não tava tão descarado as semelhanças...
http://garfieldminusgarfield.net/

Ana Cláudia disse...

Amo Cachorro, tento não tratar o meu como filho, mais ele se sente o tal, achei o demoniozinho abandonado quando ainda bebê, levei pra casa,na verdade pro apartamento, ele foi crescendo, crescendo e daí virou um Golden (meio vira lata mais tem muito de golden, inclusive o tamanho e a quantidade de pelos) é um mala, comeu meu ap inteiro, sofá, parede, sapato, dvds, móveis,roupas, celular e tudo mais que encontrou. Ele é meu amigão, assisti Tv comigo, faz eu caminhar 6 Km todos os dias, inclusive quando está chovendo. Acha que queijo e tomate são comprados só pra ele. Não deixei meus amigos nem família, mais pra mim o Zeca é o ser mais importante, ele me faz muito feliz.
vejam só que Mala
http://www.youtube.com/watch?v=hVwAeh3tyc0

Encosto de Betty Davis disse...

As pessoas cagam sempre fora do lugar e também mordem. Mas eu prefiro pessoas porque não curto zoofilia...

Colombina disse...

Detesto dividir a mesa de jantar com um cachorro.

Digo isso pq tenho tias que fazem esse tipo de coisa e só faltam rezar uma missa quando um cachorro da casa morre.

Fate disse...

Resposta:
Bebida já providenciada, mas comigo não tem o mesmo resultado que o esperado, acredite...
E, quanto a mulher, não quero cobrar e nem tenho o mínimo direito de fazê-lo, Mas eu sou quase como uma criança, crédula e idiota, e acredito, e fico criando esperanças, e como qualquer um fico absurdamente chateado quando vejo que estou caindo de cara no chão e ela será devidamente quebrada... Como disse, louco cisma... Enfim! Deixa quieto...

Beijos

Mme. Eni Gma disse...

lindo ele, peludão.

eu amo animais, cachorros, gatos, jabuti, ramnster, todos! MESMO! até dos selvagens e dos macacos filhos da puta que roubam comida da sua mão no zoo.
acho engraçadinhos e apertáveis. mas por exemplo, um mendigo bêbado na rua eu já não acho que dá pra chegar apertando e abraçando.

se eu pudesse faria criação de bichos em casa, mas devido ao pouco espaço só posso criar 3 gatas e 1 ramnster.
gatos acho legal pq são independentes, de vez em nunca pedem carinho, mas qdo a GENTE pede carinho para eles, eles simplesmente ignoram acho isso foda, eu queria ser um gato!

nos cachorros eu gosto dessa coisa brincalhona deles, mas nunca tratei como filho, até porque a gente não paga escola pra cachorro, não lava roupa de cachorro no tanque em dia frio, não fica preocupada com a janta deles, com a educação, com o futuro, com as amizades deles, se escovou os dentes antes de dormir ou de tomar banho todos os dias e lavar bem atrás das orelhas.

concordo plenamente com vc de que algumas pessoas gastam e tratam os cachorros como se fosse com um filho, sendo que muitas vezes nem do próprio filho (HUMANO) cuida direito, pode parecer incrivel mas não é, já vi GENTE fazer isso.

mas entre um animal e um ser humano, prefiro 100 vezes um cachorro. entre 10 filhos e MIL cachorros, prefiro mesmo é montar um canil.

ser humano é tudo filho da puta.
se o cachorro for filho da puta, fica de castigo na coleira e ainda apanha com jornal, e APRENDE.

entre amizades... bom, ai já prefiro os dois, há como conciliar a amizade do canino com a do colega de infância ou do amigo de buteco.

só não gosto de maus tratos aos animais, isso é covardia e injustiça, pq cachorro tem sentimento SIM além de ser uma vida como outra qualquer, qto ao resto, toda opinião é válida.
ruim seria se todos pensassemos igual.

beijão morena peituda. =*********

α мσςα đα נαทєℓα disse...

Concordo em tudo.
Chuto meus cachorros, estico as orelhas, puxo o rabo e faço a porra toda. Eles me mordem, me arranham e da última até enfiaram a unha no meu olho (detalhe: 2 da raça pastor alemão). Mas, acredito que essa transmissão total de afeto está realmente acabando com o bom relacionamento entre as pessoas. Antes era bem mais fácil dar bom dia ao motorista ou ao cobrador, ou simplesmente jogar conversa fora com alguém na fila do banco. Hoje somos um mundo cheio de pessoas com mp4, 5, a porra toda no ouvido, fechadas em seu mundinho. Dá vontade de ficar só com meus cachorros, mas sei que eles não substituem o contato e relacionamento humano. É isso!!
Beijo moça. Bom texto, como sempre!

A Publicitária disse...

O cachorro de uma amiga morreu atropelado a mais de 8 meses. Ela segue em depressão. Triste vida...

May Cannady disse...

É Cristal eu tb quebro minha cabeça tentando entender pq esse povo adora usar um bichinho como forma de escapismo.

Diferentes Prismas disse...

somente quando criança tinha saco para ter um ANIMAL de estimação no caso um cachorro, o chamo de animal por que no final ele não passava disso, um ser com vida tudo bem, mas sem o racional que nos distingue, acho uma falta total de respeito com todos, tratar um animal de estimação como sendo um da família, fico com pena quando vejo uma madame com seu poodle todo enfeitado a tiracolo, como se fosse a coisa mais normal do mundo beijar a boca daquela criatura, ai me pergunto, se o cachorro pudesse falar o que ele diria deste comportamento, vamos tentar adivinhar??????



um BJAO em cada banda

Thita disse...

Adoro cachorros... mas apenas como cachorros...
Os meus vivem no quintal, cuido, dou comida e brinco... muito... Mas prefiro as pessoas...
São muito mais emocionantes...

Gerundino disse...

Acho uma palhaçada isso... mas qm sou eu pra julgar algo, hahaha

"quando está bêbado abraça e conversa com ele. Isso pra mim é saudável."

Pra mim tbm, era tão bom, me lembrei do tempo q eu bebia

Cristal - a louca. disse...

JM: Exatamente, eu soco também.

Andarilho: Rá eu tb. Na maioria das vezes. Eu acho.

Rodrigo: Vou ver agora rs! Porra viu só, ele queria ser gente e foi expulso! Bem feito eu não faria diferente rs.

Mysterious: Vc só promete rs.

Amanda: Porra, simples mesmo kkkk.

Brescia: Minha mãe diz que tudo o que é demias sobra. Não gosto de gatos.

Ana: Meu cachorro é o cachorro, vc anda muito no meio dos gays ein! Egypcya!!!! Gatam... mas pior é que eu tb, afinal como sei? rs
Vou falar sobre isso ainda hoje. Juro, e´a falta de tempo, tá foda.

Beta: Porra, se cai um cabelo na comida neguim reclama, mas pêlo né! Foda. Odeio gente rs.

Erika: É sim, é um chow chow. É os cachorros morrem, tive um namorado que dizia que se o homem gostasse de relações duradouras teria uma tartaruga de estimação rs.

Raposa: Muito maneiro!!!

Ana Cláudia: Bom, cada qual... com seu igual rá, não podia deixar passar hehehehehehe. Se está contente tá bom, isso que importa.

Encosto: tá na hora de você trocar de amigos. Sério.

Fate: Oi? Eu te choneço na vida real?

Eni: Ele é muito gostoso mesmoooooo. Eu adoro bicho tb, principalmente aves. Sou louca e insandecida.É verdade isso mesmo.
Não concordo por completo, eu gosto de bicho, mas jamais teria um montão, nem filhos rs. Não gosto de covardia. Só quando praticada por mim, rs.

Moça: E vc ainda enxerga??? Ou é encherga? Ah sei lá. Esse é o ponto.

Misteryous: Também me pergunto isso.

Diferentes: Eu tb não tenho paciência nem tempo de ficar em casa e cuidar deles. Lembro sempre da Vera Loyola e seu casamento de pug. Foda. Ia chamar a gente de imbecil e teria razão; Abracetas ;)

Thita: Exatamente garotaaaaaa!!!!

Gerundino: Também não sou ninguém para julgar, mas não me seguro rs. Eu tb lembro do tempo que eu bebia, ops não parei de beber ainda, graças a Alá.


Beijundas :)