quinta-feira, junho 16

Confiança.

Essa palavra martela todos os dias na minha cabeça tem algum tempo, hoje eu faria o texto sobre as minhas metas, mas resolvi escrever sobre confiança pois sei o quanto ela é importante.

Confiança não é exatamente um sentimento, é praticamente um estado de espírito que se tem ou não se tem, na minha cabeça confiança se confunde com fé, porque confio no que não vejo, simplesmente acreditando que mereço que as coisas dêem certo.

Quem me conhece sabe que não fui sempre assim, mas as coisas sempre deram muito certo (de um modo geral) então junto com a terapeuta (já tentarei explicar tá Natália) tudo foi se encaixando.

Se você não confia, você não é desconfiado, nem malandro, nem espertão, você é medroso. É, dureza. Você tem tanto medo que tenta se calçar de todos os lados para que ninguém lhe passe a perna, o problema é que praticamente ninguém quer isso, e a maioria das pessoas não está nem aí para você e suas seguranças, as pessoas estão tentando viver a própria vida e você que se foda com seus medos. Não é por nada, mas procure na sua própria vida e verá que 90% dos seus medos foram infundados e que não aconteceu NADA do jeito que imaginou.

Como eu sou uma pessoa medrosa, luto todos os dias para me tornar uma pessoa mais segura, simplesmente porque é maravilhoso saber que mesmo dando tudo errado está tudo certo ou se acerta.

Explicando: eu tinha um trabalho de bosta, eu larguei esse trabalho de bosta, fui trabalhar em um mais bosta, onde não tinha dinheiro nem para almoçar, e cá estou hoje fazendo faculdade e planejando comprar um carro, claro depois que conseguir vender minha alma para o capeta.

Tive episódios recentes que abalaram a beça minha confiança, deu vontade de desistir de tudo, engordei, gaguejava com os clientes e até espinha apareceu na minha cara.

O que mais aprendi foi que ninguém deve ser dono de nossa paz interna, e que não ensinamos ninguém a a confiar em nós, caso a pessoa não queira.

 Se você não acredita em mim, repare como as pessoas confiantes são mais "charmosas" mesmo na merda.

Confiar é sempre melhor, mais barato e menos doloroso porque ninguém merece viver em um mundo onde existe uma conspiração inexistente que você acha que quer te ferrar.

Eu confio, na verdade como diz meu namorado, não ligo para muita coisa, porque a gente dá tanta importância a coisa idiota que não se lembra dois dias depois que resolvi ir pela contra mão e simplesmente não me importar. Ah Cristal, isso não é legal, né? Me considero mais feliz que muita gente.

Ah gente, confiem que amanhã será melhor que hoje, mesmo que hoje esteja ótimo, confiem no amor, nas pessoas, no seu trabalho, confie que as coisas darão certo, confie que amanhã o sol vai nascer pelo menos.

Agora um detalhe, não confunda confiança com burrice, não seja idiota, confira os documentos no seu trabalho, ande prestando atenção na rua...

E se você tomou uma porrada, chega de mimimi e dê a volta por cima. Essa coisa de não confio mais em ninguém porque fulano me ferrou, não é muito inteligente, se você conhece 100 pessoas e uma te ferrou, estamos em uma vantagem de 99 para 1, correto? Portanto não é inteligente você desconfiar de todos e você não quer ser burro.

Confie na tia Cristal, e se você tem que conviver com alguém que desconfia da própria sombra, simplesmente deixe que as coisas se ajeitem. Serião não fique tentando provar o tempo inteiro que está certa, que é confiável, blawhyskas, porque não dá em nada.

Eu trabalho todos os dias a autoconfiança, porque se tudo der errado, pelo menos eu acreditei que daria certo.


9 comentários:

Sylvio de Alencar. disse...

Confiar não é só 'mais barato e menos doloroso'...: é mais NATURAL!!!!!!
Este sentimento nasce com a gente, faz parte do ser humano! Depois, com o tempo, e algumas porradas, vamos perdendo esse pique... Mas é importantíssimo que não deixemos morrer.

Aqui coloco umas frases que pincei:
"Engraçado como depositamos tanta confiança e tanto sentimento nas pessoas. Em pessoas que achávamos conhecer, mas, que no fim, só mostraram ser iguais a todos. E por esperar demais, sonhar demais, criar expectativas demais, sempre acabamos nos decepcionando e nos machucando cada vez mais." (Dalai Lama)

"A confiança que temos em nós mesmos, reflecte-se em grande parte, na confiança que temos nos outros."

Karolina disse...

Neste momento da minha vida está muito difícil confiar em "amizades". Venho tomando uma atrás da outra desde quando nasci.

i ILÓGICO disse...

tia, me dá um trocado? ops! não é nada disto.
"não fique tentando provar o tempo inteiro que está certa, que é confiável, blawhyskas, porque não dá em nada."

tentamos provar para nós mesmos, através dos outros. porque? será a teoria do espelho, só que ao contrário?
eu sou eu mesmo. não tenho que me me ver no outros, no sentido que falamos aqui.
me satisfaço (ops!) em mim mesmo.

Brasigrega disse...

É sempre aconselhável confiar desconfiando...
Eu não confio absolutamente em nenhum mortal...Só em Deus!
Beijão

Fernando disse...

Parabéns Crystal! Excelente texto! Até+!

Gabi disse...

Confiança é um mal necessário...é dar um tiro no escuro e rezar pra que ele não acerte você...

'Lara Mello disse...

Adorei o texto e tá faltando um pouco de confiança para mim.. Sorte! :)

Sylvio de Alencar. disse...

O confiar não está restrito a isso ou aquilo. Como vc disse, é um estado de espírito.
Gostei de ter conhecido seu blog. Apareça quando quiser.
Abraços.

Elsy Myrian disse...

Cristal, não há um só dia que eu não venha aqui ler suas postagens inteligentes e que me matam de rir, vc é ótima na construção de textos, sem cair na mesmice de palavras repetitivas. Estou reproduzindo com os devidos creditos é claro, um texto seu, espero que n zangue comigo. Bjusssssssssss na xicara de café kkkkkkkkkkkkkkkkk