terça-feira, novembro 22

O cansaço dos loucos.

Estou cansada de não ser egoísta, de aceitar sem oposição que as coisas caminham de um jeito porque assim tem que ser.
Cansada da mediocridade, incopetência, inapetência e da carência alheia.
 
Estou farta do enfado, das falsas responsabilidades, da falta de liberdade.
 
Cansadíssima de não sentir o gosto da comida, correr atrás das horas, fingir interesse na vida alheia, fingir que é normal todo o lodo de reclamação, disse me disse, fofocagem, sobre a vida alheia.
 
Estou cansanda de fingir que as pessoas são interessantes quando na verdade não são e não sabem falar de outro assunto que não elas mesmas, cansada das pessoas que acham que são tão importantes que mais nada no mundo as interessa, a não ser elas mesmas.
 
Cansada das estratégias no trabalho, que só camuflam montes de departamentos que não se comunicam, cansada das pessoas reclamando do trânsito, das obras, das poeiras, cansada de compradores que acham que vendedores são babás, cansada de gente que procura a quem responsabilizar.
 
Empapuçada de pessoas que fogem dos problemas que elas mesmos criaram, das que fazem pouco caso dos próprios compromissos, das que levam a vida na gaita, perdem prazos, não tem palavra, caloteiros e saqueadores da energia alheia.
 
Cansada dos que usam meu cérebro, minha disponibilidade, minhas coisas, porque consegui algumas coisas facilmente, parabéns para mim portanto.
 
Estou cansada dos embusteiros, dos que fingem trabalhar, dos que fingem produzir, dos que acham que tem direito a maior fatia do bolo porque conhece quem conhece, quem conhece o poder.
 
Estou até as tampas com a sua preguiça, com a minha preguiça, com todo potencial desperdiçado com todas as desculpas que arrumamos para nada fazer, estou cansada de procrastinar, delegar, coisas que poderia fazer facilmente mas  opto pelo ócio.
 
Estou exaurida da falta de planos, das coisas que me imobilizam, me prendem, me sufocam. Cansada de me cobrir, de encobrir, de me esconder, de calar, de falar demais, de me desculpar, de me explicar.
 
Estou cansada dos cegos, dos surdos e aduladores. Exausta das pessoas que exaltam minhas qualidades como se eu não os conhecesse e me escondem meus defeitos como se eu também não os conhecesse.
 
Estou cansada do lugar comum, das frases feitas, opiniões rígidas, de gente dura que gosta que sejamos condescendentes com suas fraquezas.
 
Estou cansada dos fracos, dos tolos, dos que tem caráter flexível demais sempre moldando as coisas conforme seus benefícios.
 
Cansada das coisas que não tem nome, daquela velha rabugenta a falta de educação, estou cansada da falta de profissionalismo, dos favores que os outros acham que devemos.
 
Estou cansada de ser hipócrita, atriz, subserviente a coisas que me ensinaram como certa, mas que nunca concordei, cansada de quem tenta me convencer a ser diferente, a ser menos para me igualar a maioria.
 
Cansada dos que parabenizam os medíocres e invejam os vencedores, cansada de sorrir para quem só está onde está por razões obscuras.
 
Cansada de não fazer parte da multidão, de parar e pensar o tempo inteiro. Cansada de ser uma das poucas que não levanta o dedo, que não grita junto na baderna.
 
Cansada de ter um cérebro, cansada de querer desistir, cansada demais para distinguir.
 
Sinto sim, o cansaço dos loucos, dos incansáveis, que ainda acredita que para cada imbecil existe alguém lutando, para sair da mediocridade.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 



5 comentários:

Cleber Eldridge disse...

POSSO FALAR PALAVRÃO?
CARALHO!
Um dos textos mais sincero, intenso que eu já li. Eu me sinto exatamente assim, CANSADO!!!

iILÓGICO disse...

que texto!!!! meodeols!!!
se eu não estivesse tão parecido com o que você está cansada....
mas sei que tudo posso, pois sou um dos bons que aprecia!

D. Strudel disse...

cara, como vc escreve bem...

D. Strudel disse...

Aliás, vez por outra linko (é assim que se escreve isso) seu blog no meu perfil do facebook. Adoro de verdade!

'Lara Mello disse...

Palmas! Adorei o texto, parece que todo mundo anda meio assim cansada dessa escória de gente ¬¬