segunda-feira, novembro 19

Mais um dia.

Estou começando a ficar realmente preocupada, não sei se conseguirei manter o telefone, a internet, pois a prioridade é casa, condomínio, luz e comida.
E só consigo pagar um dos empréstimos por enquanto, mas estou trabalhando nessa situação.

Não falarei mais sobre o término, não término, as idas e vindas e as brigas no meu relacionamento, primeiro porque cansa mesmo, dois que ando muito confusa com toda a minha vida, não estou procurando ninguém, nem querendo badalar, nem nada disso, minha única intenção é meu equílbrio mental, financeiro e restaurar minha saúde, três, com todos os problemas eu gosto dele e quero vê-lo bem, feliz e saudável também, se houvesse alguma garantia ali na frente que poderíamos ficar bem, esperaria esse dia, mas como não há garantias nem de eu acordar amanhã... simplesmente vou vivendo.

Meu trabalho ainda está engatinhando, mas não demora sairá andando.

Antes de mais nada tomei a única decisão de não decidir nada, de não ficar ansiosa esperando nada a não ser as melhorias que posso fazer na minha vida, tenho me acalmado cada dia mais e deixarei para passar por algumas pontes somente quando chegar nelas.

Tenho uma limpeza interna enorme para fazer, minhas carências, minhas pseudo necessidades, minha vontade de falar o tempo inteiro, mas tenho me mantido calada na minha vida pessoal, sei o que passa dentro de mim e o quanto estou disposta a lutar, a deixar as coisas seguirem o curso natural, e a viver o hoje.

Nem tudo pode estar do jeito que queria, mas isso vem da minha necessidade de querer controlar o meu mundo, mas agora sei que estou segura na minha cabeça, que minhas escolhas foram perfeitas para meu crescimento e que sempre faço o melhor que posso.





Um comentário:

Madame disse...

Saudades de ler suas historias...vc ja se safou de piores, isso sera fichinha! bjus