domingo, junho 23

Amy Winehouse

Nunca vou me perdoar por não ter ido no show dela no Rio!

Estava pensando aqui, porra a mulher morreu, podia ter sido eu, afinal ano passado tinha 27 anos e sou um gênio incompreendido.

Niqui estava pensando aqui no meu enterro lá em MP, juro que se morro hoje e um monte de gente me rodeando e dizendo "ela era tão legal" - acho que levanto do caixão só pra dizer: quando estava na merda ninguém tava nem aí e agora eu sou boa? Vão se fuder.
E deito de novo.

Ia ser notícia.

3 comentários:

Nádia Galdino disse...

Também sobrevivi aos 27 (e olha que tive trombose cerebral pouco mais de um mês antes disso), porque não sobreviveremos aos 28? Dizem que é a época mais foda dos "20 e poucos", pra mim tá sendo uma merda desde os 25. Enfim, tá foda mas deve servir pra algo toda essa fase ruim; chegaremos aos 30 lindas, fabulosas e bem resolvidas, assim espero o/

Smart Girl disse...

Bem, como já passei dessa fase há mais tempo do que gostaria, posso complementar o coment da Nádia. Sim, essa fase dos vinte é foda, mesmo. Sim, a fase dos trinta é beeeemmmm melhor. E, sim, por incrível que possa parecer, a vida vai melhorando com o passar do tempo porque nossa cabeça vai melhorando muito.
Todas as crises que vivi foram momentos de escolhas, de mudanças. São dolorosíssimas e, na hora, não conseguimos ver nada de bom nelas. Mas por causa delas, sou o que sou hoje e, acredite, sou exatamente o quero ser. O que acho que acontece é que viver dentro do figurino é muito mais fácil e nem dá oportunidade a crises. A pessoa se sente feliz porque está seguindo um modelo pré-fabricado, se sente realizada. Mas, para pessoas que não se adequam, acho que as crises acontecem, mesmo, e o sentimento de inadequação é uma constante. Só que vale a pena cada preço que se paga. Esse é meu ponto de vista, pra mim aconteceu assim. Já disse a você que um dia a gente colhe todo o resultado dessa rebeldia interna que tanto nos machuca, mas que nos empurra.
Acredito que você ainda não esteja vivendo a vida que quer e pode ser até que esteja negando o que quer de verdade. Mas, sem dúvida, o seu caminho só você pode traçar e não tenho dúvida de que você está fazendo isso. Aos trancos e barrancos, porque não há outra forma. Uma revolução não se faz só com flores e sorrisos, se faz, também, com lágrimas e, infelizmente, com um pouco de agressividade, ainda que contra a gente mesma.
Torço muito por você, acredite.
Beijo grande.

Cristal - a pedra que fala. disse...

Nádia: Porra trombose cerebral? Como assim minha gente? Ah os 30, morro de medo dele porque não casei e tipo nessa idade as mulheres tem que estar no mínimo divorciada pela segunda vez para ser aceita na sociedade!!!!

Smart: Amei o coment, eu acredito nisso apesar de ter dito o contrário ali em cima, falando sério acho que quando chegar nos trinta posso estar melhor porque ah foda-se nada deu certo então vamos viver, saca? E você tipo alentou meu coração com essa parte das lágrimas e rebeldia, puxa eu prego a paz nos corações, mas sou uma eterna insatisfeita e reclamona e quero mudar a porra toda só pra reclamar que do jeito anterior estava melhor. kkkkkkkkkk Amei de verdade o coment, obrigada por ter "perdido seu tempo" e escrito.

Bjundas meninas