quarta-feira, junho 19

Sabe qual é a melhor sensação do mundo...

... fora ganhar dinheiro e outras obviedades?

Sentir os músculos das minhas costas destravando e um sono real e tranquilo se apossando de mim, venero tanto o sono verdadeiro que se ele bater, paro tudo e vou dormir, meu sono não é tranquilo, mas vêm se normalizando, ainda acordo várias vezes e tenho mania de abrir um pequeno pedaço da cortina com o pé e olhar a luz artificial do corredor do prédio ao lado meu, sei que já passei horas fazendo isso, mas não fiz ontem, só fiz uma vez e para ver se ainda estava escuro (me levanto antes do sol nascer).

Tenho uma história engraçada com meu sono, quando fui morar no Rio, tinha um cansaço tão fabuloso de dormir 16 horas seguidas em um final de semana, a ponto das minhas irmãs me acordarem achando que estava passando mal ou algo assim. Eu fechava as janelas do quarto - apesar de morarmos no décimo quarto andar porque tinha medo de pular a janela enquanto dormia. Só durmo com a cabeça coberta ou o braço para cima.
Tenho um sono pesado de nada acordar, por isso conto com meu despertador interno que me acorda as 4:40 só para me avisar que está quase na hora de levantar, levanto as cinco e quinze com o barulho do despertador porque já fiquei no sono leve e normalmente me deito cedo, mesmo que para contemplar a insônia.

Nunca mais tomei remédios para dormir, e me sinto ótima, sonolenta e relaxada, não fui para a cama ainda somente porque minha roupa bate no tanquinho e estou esperando isso terminar.



Nenhum comentário: