sábado, agosto 3

Sua vida será melhor.

Não avisei minha imobiliária sobre minha decisão de me mudar, estou literalmente empurrando com a barriga.

Mais uns dias.
O que é melhor pra MIM?
Eu quero ir pra lá? Meu sentido do que é melhor pra mim já quebrou a muito tempo, basta verificar como sou uma frouxa e aceito tudo como se tudo fizesse parte.
Quero morar MAIS longe do meu trabalho porque meu próximo apartamento é mais bonito? Quero isso? Será que quero? Não sei. Não faço a mínima ideia.
Quero rearrumar tudo, ficar pulando de galho em galho porque lá pode ser que minha vida melhore? Qual a garantia disso? Acho que me mudar no mínimo preencheria minha cabeça de muitas coisas que precisarei fazer, ou me dará estímulos para trabalhar mais para comprar um sofá novo. Ou minha centrífuga de roupas. 
Ao mesmo tempo que quero desesperadamente fazer as coisas, a inercia me consome, porque não vai mudar nada. Só vai mudar a casa. Vou ter mais um novo lugar a não pertencer. Mais um lugar para me preocupar com o aluguel, ele será mais bonito e algumas coisas serão sanadas, mas é só. A felicidade não mora lá. 

Nenhum comentário: