segunda-feira, outubro 28

Tática de guerrilha

Marcos já reparou que ando comprando bem menos, não vou falar que a compulsão esteja menor, talvez esteja um pouquinho sob controle.

A tática? Andar com o dinheiro do cigarro e sem cartão de débito: impossível gastar.

Quando a gente tenta várias técnicas e não dá certo o negócio é partir para a violência física.

Esses dias queria comer um chocolate e não tinha dois reais na bolsa.

Hoje tenho a fabulosa quantia de R$1,80.



Como meu cigarro dura até três dias só tiro dinheiro quando o cigarro está acabando, é o primeiro mês em séculos que meu dinheiro dura até o final do mês e não sou obrigada a pedir emprestado.

Um comentário:

Cardápio Feminino disse...

Sinceramente, não tinha pensado nisso, mas acabo de descobrir que andar com dinheiro a conta é uma mania que ja possuo a tempos e no meu caso, nem assim sobra dinheiro no final do mês ! HAHAHAHAHA

vou começar a deixar os cartões em casa também, será que assim funciona ? rs