sexta-feira, janeiro 10

Engraçado

Engraçado mas não é, hoje conversando com um amigo das antigas, acabei revelando que escrevi durante anos e parei, e que era a coisa mais fudida que não conseguia fazer, o que é mentira olha eu aqui digitando e as palavras saem como sempre saíram.
Tem tantos textos bons aqui, no meu caderno, nos meus rascunhos, assim como tem 99% lixo, mas foda-se o blog é meu e posso publicar o que quiser.

Fiquei séculos matutando porque parei de escrever, porque parei de publicar, porque parei, porque não queria mais me expor, para vocês? Não, nem sei quem são vocês em sua maioria, apenas não queria admitir pra mim que expor o que penso me obriga a pensar, e escrever, me obriga a ruminar, e arrumar as palavras para que elas tenham coerência me obriga a sei lá o que, who cares?

De tudo que já abandonei na vida, a escrita certamente é a que mais me dói, porque escrever é um alento depois que as palavras saem, mesmo que saiam feito vômito, mesmo que com o esforço do começo a escrever.

Admito, minha cautela era, oras, preciso "modernizar" isso aqui, quando na verdade nunca o quis de verdade, pra mim com uma ou duas melhorias já estava ótimo, mas colocava como impeditivo porque era a desculpa perfeita, ninguém mais lê, só youtube ou vê fotos, porque escreveria? Esqueci uma coisa muito importante que me veio feito flash relendo um texto nada a ver, que sempre escrevi para mim, por isso nunca editei, corrigi ou deletei qualquer texto que aqui está, porque aqui é o lugar que quero estar, não importa se o blog faz alusão a fumar, ou beber café, que ele é velho, na verdade ele é vintage, é um blog raiz, que trás uma parte da minha história e que percebendo bem melhor hoje, é o exato lugar que me cabe, não quero mudar o blog, não quero modificar, não quero monetizar, não quero ser famous, não quero ser blogueirinha, se quisesse mesmo o teria feito, como fiz inúmeras coisas na vida, algumas dos quais me envergonho, pero no mucho, quero escrever, obviamente quem inventou tudo isso que precisava ser assim ou assado fui eu mesma na mente, que ninguém jamais leria essas bostas novamente, mas gente, qual foi o dia que perdi o sono por não ter leitores, e quem disse que não os tenho? Acreditem ou não esse blog ainda recebe muitos acessos por mês, tudo bem que muita gente cai de para quedas do google, e lembrando uma outra amiga, resolvi retornar pelo simples motivo que a minha humildade não permite dizer, é muito chato um talento feito o meu, ser escondido do mundo, ainda bem que minha humildade não me permitiria jamais dizer que os privo de ler as coisas mais IMPRECIONANTES (by ministro da educassaum) que há na internet, por isso, não vou dizer soem os tambores, mas podem vir, vai ter bolo, digo textos.

Um comentário:

Luciana Matos disse...

Oi Cristal! Que bom que vc vai voltar, eu tebleio viu?!
Eu voltei com o meu bloguin faz pouco tempo TB. Escrever pra não enlouquecer.
Bjo