segunda-feira, julho 19

Nova Fase mesma merda.

Olha só, uma das coisas que mais me orgulho é ter cara de pau suficiente pra dizer que não tenho discplina e não sou fã de compromissos comigo mesma.

Só para vocês terem noção, ando séculos cega porque tenho preguiça de marcar o médico dozoio, que claro vencendo a procrastinação marquei porque realmente tá foda não ler a placa do ônibus, mas sou tão filha da puta que roubei a armação dos óculos DA MINHA MÃE porque não tô podendo gastar com essas bobági.

Não tenho discplina, não tenho vergonha na cara, escrevo sobre dietas comendo chocolate, e falo que vou parar de fumar enquanto acendo outro cigarro. Essa sou eu. Sou muito chata, acho que não tem significado óbvio comer folha, pensar na vida saudável do planeta e nos pandas amazônicos.

Sou simplista, sou rasa, nunca li dostoievski (tá bom que li Crime e Castigo, o castigo é ler a porra do livro). Sou uma pessoa que não se preocupa muito com as coisas. Não tenho cartão de crédito. Não tenho crédito nas Casas Bahia. Se eu vender duzentos mil, tá bom. Não quero dominar o mundo, não sonho com um colar de brilhantes.

Tem gente que nasceu pra coisa, eu sirvo só pra vender (não achei uma segunda vocação) e pensar em qual tipo de sapato será o próximo.

Claro que nem tudo são mazelas, meu emprego tá bem (bem me deixando doida), meu relacionamento também, eu acho uma motivação aqui e ali, mas as outras tenho que ficar caçando na minha mente déficiantencionista defeituosa.

tenho que anotar várias vezes as metas para não esquecer que ganhar dinheiro é importante, assim como dizer que ama, o grande amor da sua vida.

Esqueço dos amigos, me pergunto por eles e me respondo que estão bem, sinto falta da cachaça. De ter 17 anos de novo. De não pensar em ir ao dentista, e achar o máximo uma nova piada.

Sinto falta de ter tempo para ler, e prestar atenção em um filme. Sinto falta de escrever aqui, mas principalmente, sinto falta de não ter pensamentos lineares.

Estou escrevendo no diário, mas paro para fazer desenhos de quem não sabe desenhar, uma casa de palitos, uma declaração de amor obscena, um sonho cor de rosa em um mundo inexistente. Não tenho orgulho de ser uma catástrofe, mas tenho coragem de reconhecê-la.

Tenho coragem de me mostrar, mesmo não sendo lá grandes coisas, tenho vergonha de não cumprir minhas promessas, mas tenho mais ainda de não entender os mecanismos da minha cabeça.

Tenho medo de não ser um sucesso... pra logo depois me perguntar, um sucesso pra quem? Minha avó disse "essa minha neta, é um sucesso" deveria ser o suficiente, mas nunca é.

Algumas pessoas me acham louca, outras tem certeza.

Eu continuo assim, dúbia, confusa, cheia de certezas e lotada de dúvidas, e desde que aprendi sempre utilizando a célebre frase da Radical Chic "Penso, logo... mudo de idéia."

7 comentários:

Rafaela disse...

A gente se parece demais! Chocada...

i ILÓGICO disse...

Ah! para com isto!Minha avó e sua avó é que sabem das coisas.

DIG disse...

tão bom ler vc

D. Strudel disse...

Confia na sua avó, aposto que ela ajudou a escrever o The Secret, junto com a minha!

... e relaxa, vc é um sucesso!

beijos beiba!

Nira disse...

Ler o "Crime e Castigo " ainda é uma boa. Vai ler "Irmãos Karamazovi" pra ver o pé no saco que é...

'Lara Mello disse...

A cada lida me identifico muito com vc..Vc não tá sozinha, gata!

ROOTS disse...

VC NÃO ESTÁ SOZINHA (2)!!!!


CARA...
PIOR DO QUE LER ¨CRIME E CASTIGO¨, É LER ¨NOITES BRANAS E OUTRAS HISTÓRIAS¨ - DOSTOIÉVSKI


PUTZ!!!

LEMBRO QUE LI ESSE LIVRO PARA IMPRESSIONAR UM GATINHO QUE EU ESTAVA A FIM... RSRS

QUERIA DAR UMA DE INTELECTUAL...
AFFFF!!!!


JÁ LEU O ¨APANHADOR NO CAMPO DE CENTEIO¨ DE J.D. SALINGER

ADORO ESSE LIVRO...
JÁ LI VÁRIAS VEZES...
NÃO SEI TE EXPLICAR O POR QUE ELE É TÃO BOM... RSRS

O PERSONAGEM CENTRAL É UM FILHO DA PUTA... MUUUITO SARCARTISTO... IRONICO.... CRITICO...
EM FIM

MUUUITO BOM...