domingo, junho 26

Existe.

Um pedaço de mim que quer agradar a todo mundo, e um outro pedaço que quer fugir de todos e a eu real é a que fica ali no meio, tentanto equilibrar os outros eus.
Eu não quero mais ter papéis, nem a namorada dedicada, nem a profissional eficiente, a boa filha, leal amiga. Quero apenas que meu coração pare de bater, que os motivos se esvaiam, que tudo deixe de ter razão.
Hoje me perguntei, porque você corre tanto garota? Porque quero chegar a um lugar. E que lugar é esse? É o lugar onde quero chegar.
E eu solucei mais de vinte vezes seguidas e não tinha ninguém ali.
E eu quis ver um filme, eu quis construir uma casa, eu quis escrever um livro, aí eu abri os olhos, li e vi que as palavras como tudo, não tem significado algum a não ser o significado que damos a elas.

2 comentários:

misshalliday disse...

Danou-se!! Profundo...Mas, quer uma cerveja?
Pois é o que faço nessas horas!

Afrodite disse...

Vc nem chegou aos trinta e já está com crise existencial?
Na verdade os questionamentos são bons,fazem vc reavaliar o que vive,se esta satisfeita com sua vida!Isso é prova de amadurecimento,sabia?
Daqui pra frente ao encontrar respostas pra essas perguntas,tenho certeza que será um ser humano melhor e mais ciente de si!
Chega de perder tempo com o que não vale a pena,é a sua satisfação que deve vir primeiro.
O resto...é consequência,Cristal!
Saudade de vc e do encontro que não marcamos!
Beijo!