segunda-feira, agosto 6

Dom perdido.

Perdi o dom da escrita, da fala e de me fazer entender e só não perdi mais nada como o emprego porque Deus não quis porque minha vida está em um fio de nylon.

Claro nunca pensei em me matar, mas sabe quando você pensa só em desistir? Não por si nem por ninguém, nem pelo trabalho, nem pelo curso, família... nada. Só desistir. Não chorar e nem rir e muito menos ansiar por nada.
Mas sabem o que farei muito dignamente? Irei para minha casa, tomarei um banho ajeitarei qualquer coisa para comer, tomarei um remédio para dormir e amanhã teremos um novo dia para não vencer. 

7 comentários:

Mel disse...

vai num médico e pede uma fluoxetina...

rafaela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
rafaela disse...

Acho que você está com depressão, não sei como te ajudar a não ser te dizendo para procurar um médico, ligar pra sua família(ao menos neste caso) ou algum amigo. É sério. Eu já passei por depressão, muitas vezes. Peça ajuda.

Guiga disse...

Tudo passa, neguinha!!Aguenta firme que isso tb vai passar!

Mas eu vim aqui só pra te mostrar essas ideias oh: http://remobilia.com/2012/08/08/bobinas-repaginadas/ vi e lembrei de ti hehe

grande beijo!!

Guiga disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
rafaela disse...

Cristal, ontem li boa parte do teu blog. Vi fotos, vídeo... como vc é bonita,mulher! E tem tanta coisa que você escreve que parece que fui eu que escrevi. Mesmo eu estando perto de fazer 40 anos, daqui a menos de um mês.
Conheci teu blog há pouco tempo, por causa do escândalo das doações pra internet, rsss... e gostei muito daqui, me identifiquei commuita coisa do que vc vive e escreve. O cigarro é só um exemplo.Faz quase 8 meses que eu parei de fumar, mas depois de 17 anos fumando e querendo largar sempre, como eu sofri com a merda do cigarro! JOgava fora e dava fissura, tinha que comprar de novo. Ficava sem fumar um dia inteiro e aí de noite devorava um maço. Uma droga- literalmente, e das que têm maior poder de adição.
Dê notícias se puder...
Um abraço
Rafaela

Karina disse...

Cristal!!! Mulher sempre vejo seu blog, mas sem tempo de comentar por conta da minha filhinha...
Sou psicóloga e alguns aqui podem me espinafrar, mas procura um psiquiatra. É isso mesmo que vc leu, um psiquiatra. Não é que eu acho a solução mais rápida, mas acbo que você precisa se establecer o mínimo para cmeçar uma terapia.
Beijos